Bloco de Esquerda

BE recomenda mudança de nome do Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania

6.750

O BE recomenda a alteração do Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania por considerar que o nome atual do documento "não respeita a identidade de género de mais de metade da população portuguesa".

EDUARDO COSTA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Bloco de Esquerda recomenda a alteração da designação do Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania por considerar que o nome atual do documento “não respeita a identidade de género de mais de metade da população portuguesa”.

No projeto de resolução, datado de 13 de abril, onde recomenda ao Governo a alteração do nome do Cartão de Cidadão, o Bloco de Esquerda (BE) refere que, depois de cinco planos nacionais para a igualdade de género, Portugal continua a ter, “como documento principal de identificação, um documento cujo nome não cumpre as orientações de não discriminação, de promoção da igualdade entre homens e mulheres e de utilização de uma linguagem inclusiva”.

Citando a resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2013, que defende que “é tarefa fundamental do Estado promover a igualdade entre mulheres e homens, sendo princípio fundamental da Constituição da República Portuguesa e estruturante do Estado de direito democrático a não descriminação em função do sexo ou da orientação sexual”, o BE “entende que não existe qualquer razão que legitime o uso de linguagem sexista num documento de identificação obrigatório para todos os cidadãos e cidadãs nacionais”.

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda “valoriza este documento de identificação pela sua importância e considera que a sua designação não deve ficar restrita à formulação masculina, que não é neutra, e deve, pelo contrário, beneficiar de uma formulação que responda também ao seu papel de identificação afetiva e simbólica, no mais profundo respeito pela igualdade de direitos entre homens e mulheres”.

Por isso, propõe que a Assembleia da República recomende ao Governo a alteração do nome para Cartão de Cidadania.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Os imutáveis /premium

Maria João Avillez

Nunca ocorre à esquerda avaliar o adversário pelo mérito, a responsabilidade, a iniciativa, o currículo, mas sempre só pelo insulto político ou o acinte pessoal. Caramba.

António Costa

O desrespeito como forma de governar /premium

André Abrantes Amaral

Costa desvaloriza os factos, desconsidera e desrespeita as pessoas porque dessa forma se desresponsabiliza. Tal é possível porque o PS estagnou, não só a economia, mas também a essência da democracia.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)