Star Wars

O despertar da força para os príncipes William e Harry

A releza britânica teve direito a uma visita guiada aos bastidores de "Star Wars: O Despertar da Força". Conheceram as suas personagens preferidas e ainda tiveram tempo para lutas de sabre de luz.

Isto de pertencer a uma das casas reais mais populares do mundo tem as suas vantagens. Os irmãos William e Harry foram convidados a percorrer os cenários do último filme da saga Star Wars e ficar a conhecer mais da magia por trás dos efeitos especiais. Nem todos conseguem ter como guia aos estúdios Pinewood a atriz Daisy Ridley, que interpretou Rey no “Despertar da Força”. Mas o Observador mostra-lhe como foi esta visita. Veja aqui o vídeo:

William e Harry ainda não eram nascidos quando George Lucas lançou o episódio IV de Star Wars em 1977, mas nem por isso deixam de ser menos entusiastas da saga. Por isso, fizeram uma visita aos estúdios de Pinewood no Reino Unido, onde a primeira parte da visita se centrou no departamento criativo de dróides e criaturas, onde os príncipes viram as cabeças de alguns dos bonecos dos filmes e conheceram o R2D2, o BB8 e puderam abraçar Chewbacca.

Mark Hamill, mais conhecido por Luke Skywalker, lembrou no seu Twitter que já o pai de William e Harry gostava de Star Wars:

Ao longo do percurso tiveram a oportunidade de conhecer alguns dos atores do último filme e demonstrar se têm a Força do seu lado, ao manejar os sabres de luz.

O episódio VIII de Star Wars deve chegar aos cinemas em maio de 2017 com a participação de Benicio del Toro já confirmada no novo elenco. Ainda este ano, em desembro, estreia-se “Rogue One”, primeiro spin off oficial da saga.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Global Shapers

Quando chegará o último Aquarius?

Hugo Menino Aguiar

É preciso conciliar a liberdade de movimento enquanto direito humano fundamental e a gestão económica, cultural e social das migrações - e permitir que esta segunda vertente seja sobrevalorizada.

Eleições Europeias

Querida Europa...

Inês Pina

Sabemos que nos pedes para votarmos de cinco em cinco anos, nem é muito, mas olha é uma maçada! É sempre no dia em que o primo casa, a viagem está marcada, em que há almoço de família…

Educação

Aprendizagem combinada: o futuro do ensino

Patrick Götz

Só integrando a tecnologia na escola se pode dar resposta às necessidades do futuro, no qual os futuros trabalhadores, mesmo que não trabalhando na indústria tecnológica, terão de possuir conhecimento

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)