O político venezuelano Germán Mavare, líder venezuelano do partido da oposição Un Nuevo Tiempo (UNT), morreu esta sexta-feira na sequência de um tiro na cabeça, anunciou o próprio partido na sua conta de Twitter. Mavare foi levado para o Hospital Antonio Maria Pineda e depois para uma clínica privada, mas não resistiu aos ferimentos.

Atualmente o partido está a ser conduzido por Manuel Rosales, que já se candidatou à presidência da Venezuela. De acordo com a Associated Press, Germán Mavare foi baleado na noite de quinta para sexta-feira. Terá sido abordado por um homem que se aproximou dele numa monta no bairro La Carucieña, na cidade de Barquisimeto. Pode ter sido esse mesmo homem a balear o lúder do partido UNT.

De acordo com Guillermo Palacios, um deputado que entrou em contacto com a Associated Press, Mavare recebeu uma ameaça de morte há poucos dias “por uma organização governamental”, o que leva os companheiros políticos a julgar que a morte foi resultado de um crime encomendado. O Ministério Público venezuelano veio negar estas acusações e afirmou que Mavare foi baleado por um ladrão que lhe queria roubar o telemóvel. A morte está, ainda assim, a ser investigada.