A NATO vai deslocar quatro batalhões “robustos” para os três países bálticos e para a Polónia em resposta às ações da Rússia e Ucrânia, anunciou esta segunda-feira o secretário-geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg.

“Nós concordamos em deslocar, em regime de rotatividade, quatro batalhões (militares) multinacionais robustos para os três países bálticos e para a Polónia”, disse.

Com esta decisão, a NATO quer enviar “um sinal claro” de que “está pronta para defender todos os seus aliados” em caso de agressão externa, declarou Stoltenberg, que apresentará o programa numa reunião de ministros da Defesa da Aliança entre terça e quarta-feira, em Bruxelas.