Tendo como universo de análise 33 marcas de automóveis comercializadas nos Estados Unidos da América, a reputada empresa norte-americana de estudos de mercado J. D. Power concluiu que a Kia é a marca com melhor índice de satisfação junto dos consumidores, em termos de percepção da qualidade inicial. Ou seja, os proprietários de modelos desta marca reportam menos problemas nos seus carros durante os primeiros 90 dias de utilização do que os clientes de todas as outras marcas nos Estados Unidos da América – o segundo maior mercado automóvel a nível mundial, apenas suplantado pela China.

O chamado Initial Quality Study (IQS) da J.D. Power é um dos mais relevantes da indústria a nível global e, nesta sua 30.ª edição, analisou as respostas de proprietários de veículos em 26 itens, tendo o resultado sido determinado pela avaliação dos clientes em experiência de condução, desempenho de motor e transmissão, a par de uma gama alargada de questões relacionadas com a qualidade durante os primeiros três meses de utilização.

A Kia, que integra o “top 10” desta análise anual desde 2013, ficou o ano passado em segundo lugar, liderando todos os fabricantes generalistas. Mas agora destacou-se agora ainda mais no panorama da indústria automóvel ao bater, por um ponto apenas, a Porsche. E todas as outras marcas “premium” contempladas no estudo, Mercedes e BMW incluídas. Na cauda da tabela, que pode ser consultada aqui, encontra-se a Smart com o pior resultado de IQS.

KIA Soul

O Soul liderou as opiniões positivas no seu segmento

De acordo com o fabricante sul-coreano, esta é a primeira vez, em 27 anos, que um construtor generalista ocupa o primeiro lugar deste “ranking” de referência. Neste caso, graças aos resultados do Sportage e do Soul, que lideraram as opiniões positivas nos seus segmentos, enquanto o Rio, o Forte (modelo do segmento C comercializado nos Estados Unidos) e o Sorento ficaram entre os três melhores nos respectivos segmentos.

O director de operações e vice-presidente executivo da Kia Motors America, Michael Sprague, aproveitou a ocasião para posicionar a marca como “um construtor de classe mundial”. Segundo ele, “ficar em primeiro lugar entre toda a indústria na qualidade inicial é o resultado do foco da Kia na competência e na melhoria contínua, para além de reflectir a voz dos clientes”.

A marca sul-coreana detém uma presença expressiva no mercado norte-americano, onde as vendas ultrapassam as 600 mil unidades anuais.