Dark Mode Wh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

A resposta genial: "Não sou a nova Phelps ou a nova Bolt. Sou a primeira Simone Biles"

Simone Biles já tem duas medalhas de ouro nestes Jogos Olímpicos, e não deverá ficar por aí. No final da prova, disse que não se sente "uma estrela". "Sou apenas a Simone Biles", afirmou.

i

BEN STANSALL/AFP/Getty Images

BEN STANSALL/AFP/Getty Images

Duas medalhas de ouro olímpicas depois, Simone Biles diz que não se sente “uma estrela”. Perguntaram-lhe se se sentia a nova Usain Bolt ou a nova Michael Phelps. “Sou a primeira Simone Biles”. Depois de já ter levado o ouro nas provas gerais, tanto individuais como em equipa, Simone Biles ainda vai participar no salto (domingo), na trave (segunda-feira) e no solo (terça-feira). E todos estão à espera de mais ouro.

“Não me sinto uma estrela. Sou só a Simone Biles, mas é agradável que me reconheçam por este êxito para mim e para a equipa”, disse no final da prova. Biles venceu a prova com uma larga vantagem sobre as adversárias. Entrou tão tranquilamente como saiu, e confirmou todos os favoritismos. Ao título de tricampeã do mundo, junta o título de campeã olímpica, e promete mudar para sempre a ginástica artística.

Para Biles, o segredo é a concentração. Tanto que até teve de pedir à sua colega Alexandr Raisman que parasse de chorar quando conquistou a medalha de prata. “Tinha de estar concentrada, era fundamental para mim”, recorda.

Ganhar medalhas é tão fácil para Biles que, para ela, chegar aos Jogos Olímpicos “é quase como mais um treino”. Mesmo assim, apesar de repetir os exercícios tantas vezes, “quando consegues, a emoção atinge-te e não a consegues controlar”, garante a ginasta.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.