Rádio Observador

Espaço

O disco de Carl Sagan para extra-terrestres vai ser reeditado

112

O álbum criado para representar a espécie humana no espaço vai ter uma edição em vinil para comemorar os seus 40 anos. Foi lançado pela NASA no interior das sondas Voyager em 1977.

O Golden Record foi impresso em cobre dourado e tem um diagrama com instruções para ser ouvido.

Autor
  • Sofia Cação

O Golden Record foi criado para ser uma espécie de apresentação áudio do planeta Terra para extraterrestres. Quando em 1977 foram lançadas as sondas Voyager 1 e 2 para explorar o nosso sistema solar, no seu interior foi enviado um destes álbuns para que, caso fossem encontrados por outras formas de vida, conseguissem ouvir sons do nosso planeta.

O conhecido astrónomo norte-americano Carl Sagan liderou a equipa que criou a playlist para o Voyager Golden Record da NASA, que funciona sobretudo como uma cápsula do tempo sonora. Mas nem o próprio teve direito a uma cópia. Existem apenas 12 exemplares, dois foram lançados na altura e outras lançadas ao longo dos anos a bordo de outras sondas.

Segundo a revista Wired, a reedição deste disco só foi possível graças a um grupo de pessoas que resolveram pôr mãos à obra e tornar possível ao ouvido humano escutar o Voyager Golden Record. “É o espetacular cruzamento entre a ciência, arte e design, que pretende incutir encanto e incendiar a imaginação”, revela David Pescovitz, director de pesquisa do Institute for the Future.

O álbum terá duas horas de gravação áudio, mas afinal o que se vai poder ouvir? Os sons foram selecionados de diversas culturas. Há saudações em 55 línguas, mas terá também muita música desde Bach, Stravinsky a Louis Armstrong ou Chuck Berry, passando por música indiana e mexicana. Acima de tudo terá sons. Sons que nos fazem lembrar o nosso planeta e a forma como vivemos, coisas tão simples como passos, trovoadas ou animais, o chorar de um bebé e gargalhadas.

[trailer áudio para o Golden Record]

Em declarações à Wired, um dos produtores e o designer que criou a capa deste novo álbum, Lawrence Azerrad, disse que o objetivo deste disco é que se torne algo “com que as pessoas se relacionem, que redescubram vezes e vezes sem conta, não é uma peça para ficar na prateleira”.

O Golden Record sairá com um pacote especial coberto em tecido preto com folha dourada. Será acompanhado por um livro de capa dura sobre a história do disco, assim como uma litografia dourada e um código de acesso para download da versão digital.

Esta edição especial custará 98 dólares (cerca de 87 euros). Não precisará de nenhuma aparelho especial para o ouvir, uma vez que é feito de simples vinil de cor dourada. O Golden Record sairá em 2017 para comemorar os 40 anos da Voyager.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)