O Salão de Paris vai acolher a primeira actualização do Ghibli, o modelo de acesso à gama da Maserati. Mais do que um restyling, a marca do Tridente introduziu na sua berlina uma série de melhorias que passam pelo aumento da potência do motor 3.0-V6, que equipa a mais acessível das variantes a gasolina, pela introdução de novos conteúdos tecnológicos e por dois novos pacotes de equipamento destinados a aumentar o grau de personalização do modelo.

Um desses pacotes dá pelo nome de Luxury, incluindo no exterior jantes de 19” e pinças de travão pintadas de preto. No interior, o principal destaque vai para os revestimentos em seda 100% natural Ermenegildo Zegna, combinada com pele de qualidade superior e com o forro de tejadilho em Alcantara. Merecendo ainda referência os bancos com regulação eléctrica de 12 vias e função de memória, o sistema de som Harman Kardon com 900 Watt de potência e a pedaleira com regulação eléctrica.

11195-GhibliMY17LuxuryPack

Já o pacote Sport reforça, como o seu próprio nome indica, a desportividade do Ghibli, incluindo, no exterior, jantes de 20” polidas, pinças de travão vermelhas e suspensão com amortecimento adaptativo. No habitáculo marcam presença os exclusivos bancos desportivos em pele, com encostos de cabeça integrados e regulação eléctrica de 12 vias (disponíveis em preto, castanho ou vermelho), e o volante desportivo revestido a pele perfurada e dotado de patilhas de comando da caixa em alumínio.

Apenas em combinação com o pacote Sport, podem ainda ser, opcionalmente, adoptados os packs Carbono exterior e interior, destinados a reforçar o grau de personalização do modelo. O primeiro é composto pelas pegas das portas, pelas caixas dos retrovisores, pelas coberturas dos pilares C e pelo deflector traseiro em fibra de carbono. O segundo inclui vários elementos em fibra de carbono, como sejam as aplicações no volante, as patilhas de comando da caixa ou as soleiras das portas.

11194-GhibliMY17LuxuryPack

Ao mesmo tempo, todos os “novos” Ghibli receberam importantes melhoramentos interiores. A secção central do tablier foi reformulada para acolher o ecrã táctil de alta resolução e 8,4” do novo sistema de infoentretenimento MTC Plus, semelhante ao estreado pelo Levante, já dotado das mais evoluídas soluções de conectividade para smartphones Apple e Android, e caracterizado pelo seu comando rotativo duplo instalado entre os bancos dianteiros.

Em todas as suas versões, o Ghibli passa a oferecer, igualmente, a tampa da mala com abertura e fecho eléctricos, e sensor de qualidade do ar, passando a lista de opções a contar com um novo pacote de sistemas avançados de assistência ao condutor. Aqui se incluindo o cruise control adaptativo com função “pára-arranca”, a monitorização do ângulo morto, o alerta de saída involuntária da faixa de rodagem, o alerta de colisão dianteira com assistente de travagem e a travagem automática de emergência. Adicionalmente, e também como opção, é ainda disponibilizada com este pacote ADAS a câmara de visão panorâmica.

11192-GhibliMY17

Mecanicamente, nada de muito novo há a referir. O Ghibli continua a ser proposto com três motores V6 com cerca de 3,0 litros de capacidade, um a gasóleo (produzido pela VM Motori em exclusivo para a Maserati), os outros dois a gasolina (produzidos pela Ferrari em Maranello). A variante diesel oferece 275 cv, as versões a gasolina contam com 350 cv ou 410 cv, destinando esta última ao Ghibli S e podendo ser combinada com o sistema de tracção integral Q4.

De salientar que a variante de acesso à oferta a gasolina ganhou 20 cv face ao conhecido da anterior geração do modelo, o que permite ao Ghibli 3.0-V6 anunciar agora 267 km/h de velocidade máxima e uma aceleração 0-100 km/h cumprida em 5,5 segundos. Todos os motores cumprem já a norma Euro 6 e estão associados a uma caixa automática ZF de oito relações.