Fica no 66º andar da Trump Tower, no nº 725 da 5ª avenida, em Manatthan, Nova Iorque, a penthouse que é a residência oficial do novo presidente dos Estados Unidos. Agora que já afirmou que pretende ir passar pelo menos os fins-de-semana a casa e não instalar-se definitivamente na Casa Branca, vale a pena olhar em pormenor para uma das muitas propriedades do magnata que vai liderar os EUA.

O apartamento do topo da torre nova iorquina que leva o seu nome desde 1971, tem como vizinhos a loja de jóias Tiffany ou a francesa Louis Vuitton e vista para o Central Park.Mas se o topo é dele, os outros andares abaixo têm donos não menos famosos, como Cristiano Ronaldo, Bruce Willis ou Andrew Lloyd Webber.

A penthouse já apareceu em inúmeras revistas de arquitetura e design. Foi decorada pelo lendário designer Angelo Donghia, no início dos anos 80, responsável por trabalhos nas casas deRalph Lauren, Mary Tyler Moore, Liza Minelli ou Diana Ross. O tom predominante é o dourado e o estilo o rococó, que marcou o séc. XVIII francês. Aliás, a maior parte dos pormenores são mesmo em ouro de 24 quilates e há candelabros e molduras com… diamantes.

O escritório de Melania, por exemplo, está repleto de joias e peças de arte (até uma escultura em frente à janela) e decorado com as suas flores preferidas (rosas amaraelas). Os brinquedos de Barron (o 5º filho de Trump, o que tem em comum com Melania, a sua terceira mulher) são sempre miniaturas de carros de luxo (há também um leão de peluche em vez do tradicional cavalinho de baloiço). Já no seu espaço de trabalho, ao qual se sobe por um elevador, há uma peça comum às dos comuns mortais: um portátil da Apple.

O apartamento de três pisos, ao qual Trump aumentou mais de três metros de altura para que o candelabro da entrada ganhasse outra dimensão, está avaliado em 100 milhões de dólares, foi inspirado no Palácio de Versailles e grande parte do mobiliário é exatamente Louis XIV. Mas notam-se também as influências gregas, com estátuas de bronze de Apollo ou Eros.