Marcelo Rebelo de Sousa

Em visita oficial a Londres, Marcelo Rebelo de Sousa encontra-se com financeiros e primeira-ministra

130

Presidente da República inicia uma visita oficial de trabalho a Londres, tendo na agenda encontros com empresários e banqueiros, como a primeira-ministra britânica, Theresa May.

Marcelo Rebelo de Sousa será recebido por Theresa May na residência oficial da primeira-ministra

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O Presidente da República inicia esta quarta-feira uma visita oficial de trabalho a Londres, tendo na agenda encontros com empresários e banqueiros, como a primeira-ministra britânica, Theresa May, e com elementos da comunidade portuguesa no Reino Unido.

O programa começa na City, a área onde estão concentradas as sedes dos grandes bancos e instituições financeiras britânicos e internacionais, com um almoço oferecido pelo recém-indigitado Lord Mayor, Andrew Parmley.

O Lord Mayor [diferente do Mayor of London, o presidente da Câmara Municipal de Londres] é o representante oficial da City of London, um bairro essencialmente de negócios com um estatuto especial na estrutura administrativa da capital britânica.

O almoço com potenciais investidores reflete o interesse do Presidente em promover as relações económicas entre os dois países, fazendo-se acompanhar pelo ministro das Finanças, Mário Centeno.

O Reino Unido é o quarto maior destino das exportações portuguesas, com destaque para os componentes de automóveis, metais, vestuário e bens alimentares, contribuindo para um saldo excedentário da balança comercial favorável a Portugal.

À tarde, Marcelo Rebelo de Sousa é recebido por Theresa May na residência oficial da primeira-ministra, em Downing Street, para uma reunião de trabalho que não terá direito a declarações no final.

O final do primeiro dia da visita será dedicado à comunidade portuguesa no Reino Unido, primeiro com um encontro na embaixada de Portugal em Londres com um grupo de representantes de associações, seguida de uma receção alargada a mais elementos da comunidade, que nos últimos anos cresceu consideravelmente.

Só em 2015, registaram-se para trabalhar no Reino Unido 32.301 portugueses, mais 6% do que no ano anterior, fluxo que se reflete na dimensão das remessas de divisas para Portugal: no ano passado totalizaram 254.960 milhões de euros, mais 26% do que em 2014.

Oficialmente, estão inscritos nos consulados portugueses de Londres e Manchester 222.917 nacionais, mas as autoridades portuguesas estimam que a comunidade portuguesa no Reino Unido se aproxime mais do meio milhão de pessoas.

Além do ministro das Finanças, na comitiva do Presidente viajam a Secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Margarida Marques e pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

Na quinta-feira, segundo e último dia desta visita, o Presidente visitará o estúdio de trabalho da artista Paula Rego e será recebido pela chefe de Estado britânica, a rainha Isabel II.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PGR

Estão a gastar a nossa herança!

Gonçalo Pistacchini Moita
1.055

Muitos de nós julgam saber o que levou António Costa a propor a substituição da Procuradora Geral da República. Poucos saberão, de facto, o que levou Marcelo Rebelo de Sousa a aceitá-la. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)