São já longos os anos que passaram desde que a Lamborghini lançou no mercado o seu actual superdesportivo, o Aventador, introduzido em 2011, então como sucessor do Murciélago. Motivo mais do que suficiente para que o modelo conheça agora a necessária e substancial actualização, da qual fazem parte não apenas questões de índole estética e de nomenclatura, mas também novidades no capítulo técnico e aerodinâmico.

Adoptando desde logo o sufixo ‘S’, a nova geração do Aventador começa por apresentar um visual ainda mais agressivo, graças a novos pára-choques, apêndices aerodinâmicos, guarda-lamas traseiros e um novo difusor traseiro, que, opcionalmente, pode ser em fibra de carbono. Resultado destas alterações, assim como da adopção de uma nova asa traseira que passa a poder ser ajustada em três posições, anunciando uma melhoria de 50% na eficiência aerodinâmica, o Aventador regista igualmente um aumento de 130% em termos de downforce. Por outro lado, e mantendo o mesmo peso em vazio do antecessor (1.575 kg), o superdesportivo italiano recebe ainda um importante argumento no eixo traseiro, o qual passa a ser direccionável.

Mercê desta tecnologia, que faz com que, em curvas mais fechadas, as rodas traseiras virem no sentido contrário ao das da frente, não só o desportivo se torna mais eficaz a curvar como, nas mudanças rápidas de faixa, com todas as rodas a virarem no mesmo sentido, é garantida uma maior estabilidade.

Debaixo do capot traseiro e apesar do anunciado aumento da potência em 40 cv, que passou dos anteriores 700 para 740 cv, está montado o mesmo V12 6,5 litros, ainda e sempre naturalmente aspirado. Embora, a partir de agora, com a rotação máxima fixada nas 8.500 rpm, contra as anteriores 8.350, mantendo-se o binário nos 690 Nm. Segundo a Lamborghini, o aumento de potência e de rotação foi conseguido graças à introdução de um novo sistema de admissão variável optimizado e de um controlo do tempo de abertura das válvulas.

457905

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em termos de transmissão, mantém-se a caixa automática de dupla embraiagem e sete velocidades. De acordo com os dados oficiais, o Aventador S anuncia uma capacidade de aceleração dos 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos, além de uma velocidade máxima de 350 km/h.

No que diz respeito ao habitáculo, destaque para a introdução de um novo painel de instrumentos totalmente digital e personalizável, além de um sistema de infoentretenimento actualizado, com ligação para smartphones também através de Apple CarPlay.

Com o início da comercialização agendada já para o primeiro trimestre de 2017, nos Estados Unidos, o novo Lamborghini Aventador S deverá custar em Terras do Tio Sam qualquer coisa como 421.350 dólares. Ou seja, pouco mais de 400 mil euros, à cotação actual.