O Benfica disse, esta terça-feira, que foi informado pelo Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de que a UEFA deu razão às decisões do árbitro Jorge Sousa no último dérbi com o Sporting.

“Na sequência do pedido feito pelo delegado do Sporting, na reunião entre clubes profissionais e o Conselho de Arbitragem da FPF, realizada no passado dia 11 de janeiro e em que foi solicitado que se questionasse a UEFA sobre os dois lances ocorridos aquando do último dérbi, a UEFA teve exatamente o mesmo entendimento que o Conselho de Arbitragem tinha transmitido, considerando corretas as decisões do árbitro desse jogo, Jorge Sousa”, lê-se no comunicado dos ‘encarnados’, que dizem ter recebido a informação do órgão disciplinar.

Nos lances em causa, em que estiveram envolvidos os jogadores Pizzi e Nelson Semedo, o Sporting reclamava dois penáltis por alegada mão na bola do primeiro e um alegado braço do segundo, lances esses que o juiz portuense deixou prosseguir sem qualquer sanção.

O Conselho de Arbitragem já se tinha pronunciado publicamente sobre os dois lances, considerando que Jorge Sousa agiu corretamente no de Pizzi, ao nada assinalar, e que o segundo, em que o protagonista foi Nelson Semedo, era “difícil e duvidoso”.

A reunião entre clubes e o Conselho de Arbitragem, na qual o delegado do Sporting solicitou que os lances em causa fossem remetidos para a UEFA para que esta se pronunciasse sobre os mesmos, decorreu na Cidade do Futebol, em Oeiras, no passado sai 11 de janeiro.

No final desse encontro, Bruno Mascarenhas, vogal do conselho diretivo do Sporting, disse que o Conselho de Arbitragem acolheu uma proposta dos ‘leões’ para que os relatórios dos árbitros passassem a ser disponibilizados aos clubes e que Conselho de Arbitragem esperava colocar esta medida em prática “assim que possível”.