Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

Ainda não existem fotografias oficiais do modelo, a não ser duas que permitem antever como serão os seus grupos ópticos – os dianteiros nitidamente na linha do introduzido pelos membros da série 90, onde pontifica a célebre assinatura visual evocativa do “martelo de Thor”, e os traseiros a fazer recordar de algum modo o XC90. Mas a Volvo achou por bem anunciar que a nova geração do XC60, a apresentar no início da próxima semana, no Salão de Genebra, irá estrear três sistemas avançados de assistência ao condutor. Naturalmente destinados a tornar mais fácil a sua tarefa, bem como reduzir o risco de potenciais acidentes, têm por missão assumir total ou parcialmente a direcção do veículo, tornando-o num dos mais seguros automóveis disponíveis no mercado.

A primeira novidade reside na actualização do conhecido sistema City Safety, de travagem automática em cidade (capaz de reconhecer veículos, animais de grande porte e peões), que agora passa a actuar também sobre a direcção quando a gestão do sistema conclui que a acção sobre os travões não é suficiente para evitar uma potencial colisão. Quando tal acontece, o veículo age sobre a direcção para evitar um obstáculo que se lhe depare, desde que este circule entre os 50 km/h e os 100 km/h.

Adicionalmente, é disponibilizado um novo sistema, denominado Oncoming Lane Mitigation (OLM), cuja função é auxiliar o condutor a evitar colisões com veículos que circulem em sentido contrário. Na prática, sempre que o XC60 se desvia da sua faixa de rodagem, entrando em rota de colisão com um veículo que circule em sentido oposto, o OLM, activo entre os 60 km/h e os 140 km/h, actua sobre a direcção, fazendo-o regressar à sua faixa de rodagem e, assim, desviando-o do caminho de qualquer veículo que lhe possa surgir de frente.

Por fim, o opcional sistema de monitorização de veículos no ângulo morto (Blind Spot Information System, BLIS), destinado a alertar o condutor da presença de veículos não visíveis nos retrovisores, também foi melhorado, passando a dispor de uma funcionalidade extra de assistência da direcção. Aqui, quando um veículo é detectado num ângulo morto e o XC60 se dirige ao seu encontro, o BLIS actua sobre o volante de forma a fazê-lo regressar à sua faixa de rodagem, evitando assim uma potencial colisão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Claro que do lote de atributos de segurança do novo SUV da Volvo fazem ainda parte os introduzidos pelos membros da série 90 da marca sueca (XC90, S90 e V90), como sejam a detecção de animais de grande porte, e o Run-off Road Mitigation (destinado a reduzir as consequências de uma eventual saída de estrada). Em opção, será proposto o sistema de condução semi-autónoma Pilot Assist.

[jwplatform UwXb4V61]