Se o T-Roc que a VW vai produzir na Autoeuropa, em Palmela, assume dimensões próximas do Golf, o T-Cross vai posicionar-se como o seu irmão mais pequeno, o baby SUV. Porém, tudo indica que este modelo, cujas dimensões deverão ser semelhantes às do futuro Polo, irá possuir uma versão com aspirações desportivas, pois de outra forma não faria sentido a marca germânica estar a testá-lo num circuito como o anel norte do Nürburgring, onde os melhores desportivos do mercado são afinados e espremidos ao máximo.

Concebido com base na plataforma do grupo, conhecida como MQB, que serve por exemplo o Audi Q2, o futuro T-Cross arranca a sua oferta com o motor 1.0 TSI a gasolina, com uma potência de 116 cv, mas que pode ter versões até quase 200 cv. Se pensarmos que o Q2 com 190 cv atinge 218 km/h e os 100 km/h em pouco mais de 7 segundos, é fácil adivinhar que o baby SUV da VW vai ser um verdadeiro adulto em matéria de performances. Um pouco à semelhança do que a Nissan faz com o Juke Nismo que, com 218 cv, anuncia 220 km/h e os 0-100 km/h em 7 segundos.

O futuro T-Cross, ainda em fase de testes, foi apanhado por Jeroen, um dos muitos car spotters do circuito alemão, que publicou este vídeo onde é evidente que não só quem está ao volante sabe o que faz e conhece Nürburgring como a palma da mão – ou seja, é um piloto profissional a levar o SUV ao limite e não apenas a dar umas voltinhas –, como o T-Cross, apesar de ser mais alto e de ter suspensões mais macias do que um automóvel convencional, é equilibrado e eficaz.