O senador norte-americano e ex-candidato presidencial republicano em 2008, John McCain, foi diagnosticado com um cancro no cérebro, informou na quarta-feira o seu gabinete.

O senador, de 80 anos, foi submetido na passada sexta-feira, em Phoenix (Arizona), a uma operação na qual lhe foi extraído um coágulo de sangue acima do seu olho esquerdo, associado a um tumor cerebral.

A análise aos tecidos mostrou que o coágulo estava associado a um tumor cerebral, conhecido como glioblastoma”, de acordo com o gabinete do político.

“O senador e a família estão a analisar as futuras opções de tratamento com a equipa médica da Clínica Mayo. Estas opções podem incluir uma combinação de quimioterapia e radiação”, acrescentou o gabinete de John McCain, em comunicado. O gabinete de McCain informou que o senador está a recuperar em casa e agradeceu “todo apoio que tem recebeu nos últimos dias”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo o The New York Times, especialistas afirmam que o tipo de tumor do ex-candidato à presidência é particularmente agressivo. A esperança de vida a um glioblastoma é de cerca de 16 meses, de acordo com Eugene S.Flamm, chefe da neurocirurgia no Hospital Montefiore.

Donald Trump e Barack Obama já emitiram declarações de apoio, a desejar as melhoras do senador, assim como o vice-presidente dos EUA Michael Pence. “John McCain é um herói nacional e um dos guerreiros mais valente que conheci. O cancro não sabe com quem se está a meter. As melhoras, John”, escreveu Barack Obama, na rede social Twitter.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, também lançou um comunicado onde se pode ler “O Senador John McCain sempre foi um lutador. Os nossos pensamentos e orações estão com o Senador McCain, Cindy e toda a sua família. Melhora rápido”.

Por sua vez, Michael Pence, vice-Presidente dos EUA, escreve “O cancro escolheu a pessoa errada. John McCain é um guerreiro e irá vencer esta luta também. Deus te abençoe!”.

McCain combateu na guerra do Vietname, durante a qual foi prisioneiro, ficando em cativeiro durante mais de cinco anos. É senador pelo Arizona desde 1987 e em 2008 perdeu as eleições para a Casa Branca para Barack Obama.

O próprio McCain já veio agradecer a onda de solidariedade de todos os que lhe desejaram as melhoras.