O Deutsche Bank estará a preparar a transferência de 300 mil milhões de euros de ativos geridos pela sua filial no Reino Unido para Frankfurt. A operação, avançada pela agência Bloomberg, surge na sequência da migração de ativos e corretagem para a União Europeia que antecipa o Brexit.

O projeto de mudança, que segundo a Bloomberg tem o nome de código Bowline, prevê que toda a sessão de corretagem se passe para a cidade alemã, em setembro de 2018. Os ativos financeiros geridos pelo banco alemão em Londres deverão seguir o mesmo caminho até março de 2019.

Esta transferência geográfica representa quase um quinto de todo o balanço do Deutsche Bank, um dos principais operadores mundiais do mercado financeiro, que estava avaliado em 1,6 biliões de euros no final do ano passado. A informação não foi comentada por um porta-voz do banco.

Numa recente mensagem de vídeo aos colaboradores, o presidente executivo do Deutchse Bank tinha avisado que estava a preparar a instituição para um hard Brexit (uma saída dura do Reino Unido da União Europeia). Neste cenário, a maioria das sociedades de corretagem e negociação financeira, atualmente sediadas na City de Londres, irão provavelmente mudar-se para Frankfurt. O setor financeiro sempre foi apontado como um dos que será mais afetado pelo divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia.