A inscrição de Adrien Silva parece ter sido mesmo rejeitada pela FIFA e o português, apesar de oficialmente jogador do Leicester, poderá ver a estreia na Premier League adiada para janeiro do próximo ano, após a reabertura do mercado de transferências.

A notícia foi avançada pelo jornal Record, que garante que, apesar de o organismo máximo do futebol mundial ainda não ter emitido qualquer comunicado sobre o assunto, a federação inglesa já foi notificada da decisão.

A britânica BBC revelou entretanto que a inscrição do internacional português foi realmente feita depois do prazo previsto — 14 segundos depois.

Em declarações ao canal Sport TV, o médio português, de 28 anos, explicou que ainda há esperança e que o próximo passo será interpor um recurso junto do Tribunal Arbitral do Desporto de Lausanne. Já um porta-voz do Leicester, em declarações ao MaisFutebol, disse que os dirigentes do inesperado campeão inglês da época 2015/2016 estão em contacto com o jogador e também com o Sporting para resolver a situação: “Estamos a trabalhar com o Adrien e com o Sporting Clube de Portugal para ultrapassar alguns problemas relacionados com a inscrição do jogador e a explorar todas as opções para encontrar uma solução”.

Já Bruno de Carvalho, esta terça-feira à noite, na Sporting TV, recusou qualquer tipo de envolvimento no processo: “Espero que o Leicester consiga com os recursos fazer a inscrição do jogador, um jogador com a qualidade de Adrien merece estar a jogar. O Leicester precisa bastante do jogador e espero que encontrem uma solução.”

O presidente do Sporting frisou ainda que no cerne da questão não está a transferência do internacional português para o Leicester (efetivada, às últimas horas de 31 de agosto, dia de fecho do mercado, por 29 milhões de euros), mas a sua inscrição na Football Association, a federação inglesa de futebol: “Gostava que as pessoas percebessem que a FIFA não se pronunciou contra a transferência, mas contra a inscrição. A transferência está feita, o que está em causa é a inscrição e espero que o consigam inscrever. O Adrien teve um comportamento exemplar”.