Pelo menos cinco pessoas morreram devido ao temporal que, nas últimas horas, afetou o noroeste e o centro de Itália, nomeadamente as regiões de Ligúria e Toscana, informaram este domingo os bombeiros daquelas localidades.

As localidades mais afetadas, e nas quais se encontraram os corpos, foram as de Livorno e de Montenero, na costa do Toscana, onde o temporal chegou depois de afetar Ligúria, para a qual foi emitido um alerta vermelho.

Nestas localidades verificaram-se, também, inundações e desabamento de terras causados pelas fortes chuvas, que desde o início da manhã de hoje começaram a afetar também a região de Lácio e a capital do país, Roma.

Fontes dos bombeiros citadas pela agência de notícias Efe dão conta de 160 ocorrências em situações de inundação, queda de árvores e resgate de pessoas que se encontravam nos seus automóveis, isto nas cidades de Pisa e de Livorno.

Em declarações aos meios de comunicação locais, o presidente da comuna de Livorno, Filippo Nogarin, indicou que “a situação é muito problemática, crítica”.

“Espero que não seja um desastre”, acrescentou.