Era o número dois da lista de Rui Moreira nas eleições à Câmara do Porto e, esta quarta-feira, foi confirmado como o novo vice-presidente. Filipe Araújo sucede a Guilhermina Rego, que em setembro renunciou ao cargo para assumir a presidência da Administração dos Portos do Douro e Leixões (APDL).

Filipe Araújo nasceu em 1976 e é licenciado em Engenharia Eletrotécnica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e mestre em Telecomunicações pela University of Manchester Institute of Science and Technology, no Reino Unido. Entre 2005 e 2009 foi deputado do PSD na Assembleia Municipal do Porto e, como vereador eleito pelo movimento de Rui Moreira, tinha os pelouros do Ambiente e Inovação, que continuará a acumular com a vice-presidência.

Em 2013, Moreira apresentou Manuel Sampaio Pimentel, do CDS, como vice-presidente. Morreu no dia 1 de novembro de 2016, aos 46 anos. Sampaio Pimentel já tinha ocupado o mesmo cargo na Câmara do Porto com Rui Rio na presidência. Rui Moreira acabaria por escolher Guilhermina Rego para o lugar que, agora, passa a ser de Filipe Araújo.

Em terceiro lugar surge Catarina Araújo, uma das novidades no executivo. Jurista e membro da Comissão Política Nacional do CDS-PP, o partido que apoiou Rui Moreira na reeleição, ficará com os pelouros da Juventude e Desporto e com Recursos Humanos e Serviços Jurídicos.

Ricardo Valente, eleito vereador em 2013 pela coligação Porto Forte (PSD, PPM e MPT), mas que no verão do ano passado aceitou o convite de Rui Moreira para ser vereador da Economia, concorreu agora nas listas de Rui Moreira. Vai manter a pasta da Economia, a que agora soma o Turismo e o Comércio, que eram de Manuel Aranha, não eleito, e a Gestão de Fundos Comunitários.

Pedro Baganha, que entre 2013 e 2017 foi adjunto do socialista Correia Fernandes na vereação do Urbanismo, é agora o vereador deste pelouro e também do Espaço Público e Património.

Cristina Pimentel, que tinha o pelouro da Mobilidade, passa agora a ser a responsável da mesma área que agora se chama Transportes, a que junta a Fiscalização e Proteção Civil.

A última novidade no executivo de Rui Moreira é Fernando Paulo, a quem serão entregues as competências da Habitação e Coesão Social e também da Educação. Fernando Paulo foi vereador da Câmara Municipal de Gondomar no executivo liderado por Valentim Loureiro e, entre 2014 e 2017, era diretor da presidência da Câmara Municipal do Porto. Ainda não se sabe quem irá dirigir a presidência.

Quanto a Leonor Ribeiro da Silva, já não será a ex-porta voz de Durão Barroso a Chefe de Gabinete de Rui Moreira. Para o lugar passa agora Nuno Santos, adjunto do autarca, adiantou o próprio ao Observador.

Rui Moreira foi eleito no dia de outubro com maioria absoluta. O novo executivo e os eleitos para a Assembleia Municipal do Porto tomam posse para o mandato 2017-2021 esta quarta-feira, às 17h, no Teatro Rivoli.