O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apelou esta sexta-feira às empresas estrangeiras para que invistam no país, em matéria energética e petrolífera, anunciado que em breve a Assembleia Constituinte vai aprovar uma nova Lei de Investimentos Estrangeiros.

“Eu convido todas as empresas do mundo para que se aproximem, que apostem forte com os seus investimentos no que será o desenvolvimento petrolífero e de gás”, declarou.

Nicolás Maduro falava na IV Cimeira do Foro de Países Exportadores de Gás, que decorre sexta-feira em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia.

“A lei criará novas e muito atrativas condições para o investimento internacional no campo do petróleo e do gás”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Presidente explicou que, até 2019, a Venezuela terá terminado o processo de certificação de gás, em terra e em alto mar, e que o país poderia vir a certificar-se como “a quinta reserva de gás do planeta”.

Nicolás Maduro disse ainda estar à espera de “boas notícias” quanto a cortes na produção do petróleo, na próxima reunião dos países da OPEP e não OPEP, que deverá decorrer ainda este ano e anunciou que a Venezuela assinou um acordo com Trinidad & Tobago para a exploração conjunta de bloques de gás.

O Foro de Países Exportadores de Gás é composto por 12 membros: Rússia, Irão, Catar, Argélia, Bolívia, Egito, Guiné Equatorial, Líbia, Nigéria, Trinidad & Tobago, Venezuela e Emiratos Árabes e por sete países observadores (Holanda, Iraque, Omã, Peru, Noruega, Cazaquistão e Azerbaijão).