Obrigado por ser nosso assinante. Não se esqueça de subscrever a nossa Newsletter exclusiva dos bastidores.

Rui Rio vai reunir-se com o ainda líder do PSD, Pedro Passos Coelho, esta quinta-feira à tarde, pelas 15h00, na sede nacional do partido, em Lisboa. É a primeira vez desde as eleições do passado sábado que o presidente eleito dos sociais-democratas se encontra com Passos Coelho.

Em cima da mesa, entre outras matérias, deverá estar a questão sobre a liderança da bancada do PSD no Parlamento. É que o atual líder dos deputados, Hugo Soares, foi apoiante de Santana Lopes nas eleições internas, e foi Rui Rio que ganhou não só no país como na concelhia de Braga, liderada precisamente por Hugo Soares. Neste cenário, há quem diga que Hugo Soares deve colocar o lugar à disposição, mas esse entendimento não é unânime. O próprio Rio disse, em entrevista à RTP, que a atual “direção da bancada parlamentar é da confiança do doutor Pedro Passos Coelho, que é líder até ao dia 18 de fevereiro”. Ou seja, depois do congresso logo se verá. Até lá, os dois irão “falar, com calma e sem hipocrisias”.

Rio diz que Passos é líder até ao congresso e que falará com Hugo Soares com calma

Hugo Soares, questionado pelos jornalistas, tem-se limitado a dizer que falará com o líder eleito. “Tive ocasião de no sábado falar com o doutor Rui Rio, felicitá-lo pela sua eleição para presidente e, conforme combinado com doutor Rui Rio, assim que houver ocasião, falaremos sobre o resto dos temas que os dois temos de conversar”, disse esta semana.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No entendimento do líder parlamentar, a bancada do PSD é um órgão autónomo do partido, cuja direção é eleita pelos deputados, que por sua vez são eleitos pelos portugueses. A direção da bancada deve ser da confiança do presidente do partido — mas, nessa lógica, a bola estará do lado do presidente do partido, que deve dizer se o líder eleito há seis meses é ou não da sua confiança política.