Manda a tradição que na Páscoa se escondam ovos no exterior de casa, para a pequenada se entreter a caçá-los. Mas como parece que, este ano, a meteorologia não se vai compadecer das tradições, por que não arranjar uma nova actividade, em que os miúdos continuam no papel de caçadores, só que de uma presa  bem mais assustadora do que ovos: tubarões!

Pois é, se tem um Opel e se ainda não se deu conta, costuma dar boleia a este predador sempre que se desloca. Confuso? Passamos a explicar: tudo começou há mais de 10 anos, com a sugestão de uma criança.

Em 2004, um designer da Opel trabalhava na parede do lado direito da gaveta do porta-luvas – uma secção que fica escondida a maior parte do tempo pela porta do passageiro da frente, mas que é uma peça crucial para a estabilidade do porta-luvas. Era domingo, portanto, Dietmar Finger estava em casa a desenhar uns esboços para os veios que deveriam ser moldados no plástico, de forma a assegurar a tal estabilidade. E foi aí que o filho, ou para o pai se despachar e ir brincar com ele, ou porque gostava muito de terríveis predadores, sugeriu ao progenitor que o que ficava ali mesmo bem era… um tubarão! Finger fez a vontade ao filho e, quando apresentou a proposta ao chefe, foi surpreendido com um “sim, podes avançar”. Resultado: o tubarão do porta-luvas do Corsa entrou em produção em série e multiplicou-se por centenas de milhares de automóveis.

Desde então, nadam por aí uns tubarões nos Opel Adam, Corsa, Astra, Insignia, Zafira e Crossland X… Pode sempre dizer aos miúdos para tentarem caçá-los!