O treinador do Benfica, Rui Vitória, confirmou hoje que conta com Sálvio, após mais de um mês e meio de paragem, para a receção de sábado ao Vitória de Guimarães, salientando que quer manter o ciclo de triunfos.

Rui Vitória, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao encontro da 28.ª jornada da I Liga, sustentou que a paragem do campeonato, para os jogos de seleções, acabou por ser benéfica, porque permitiu não só a recuperação de Rúben Dias, que se tinha lesionado diante do Feirense (triunfo, por 2-0), na última ronda, como também o regresso do extremo argentino, de 27 anos.

“O Rúben Dias e o Sálvio vão estar convocados. Por natureza, sou otimista e este tipo de paragens são aproveitadas para ser benéficas. Permitiu ter um conjunto de jogadores mais jovens a jogar connosco, acertar alguns aspetos do nosso jogo e estar mais tempo com as nossas famílias. Estamos desejosos de voltar à competição porque vimos de um jogo muito positivo”, afirmou.

Há 21 jogos sem perder, contando já sete triunfos consecutivos, o treinador diz estar concentrado no trabalho que o Benfica tem de fazer, motivo pelo qual quer conquistar os três pontos diante dos comandados de José Peseiro, embora reconheça as dificuldades que irá encontrar.

Prevejo um jogo difícil, não uma equipa remetida à defesa e com preocupação de atacar. A nós, resta-nos desmanchar esta equipa. Vamos contornar os obstáculos de uma forma muito convicta, muito determinada, a querer muito ganhar”, disse.

Para Rui Vitória o segredo do sucesso dos ‘encarnados ‘ assenta em quatro pilares: entusiamo, racionalidade, intensidade e qualidade. São estes os atributos para ganhar qualquer jogo. Em caso de triunfo o Benfica assume, ainda que provisoriamente, a liderança do campeonato (o FC Porto joga na segunda-feira com o Belenenses, no Restelo), um aspeto que não lhe tira o sono, nem o deixa preocupado.

“Nós jogamos para nós e não para os outros. Temos de fazer o nosso trabalho. Amanhã (sábado), há mais uma nova final. Vamos procurar vencer. O trabalho dos outros não me diz respeito”, atirou.

Em relação à reunião entre a Liga de Clubes e o Sindicato dos Jogadores, agendada para a próxima segunda-feira, Rui Vitória não se quis alongar, por não querer “isolar esse caso da realidade que é o futebol português”, mas aproveitou o momento para apelar à consciencialização de todos os intervenientes.

“Soube da notícia, em traços gerais. A modalidade tem passado para terceiro ou quarto plano. As pessoas com responsabilidades têm de meter a mão na consciência. Dentro do campo, têm-se respeitado uns aos outros. A modalidade tem de ser muito protegida. Há que refletir sobre estas questões, ninguém ganha com isso. Tenho quase a certeza que as vendas dos jornais e as audiências têm baixado. Todos temos de pensar sobre isso”, concluiu.

O Benfica, segundo classificado da I Liga, com 68 pontos, recebe este sábado, às 18:15 horas, o Vitória de Guimarães, nono, com 33, em jogo da 28.ª jornada da I Liga.