A série de imagens “Jardim de Prazer” do fotógrafo belga Nick Hannes venceu esta terça-feira o concurso ZEISS, uma competição que contou com a participação de 90 mil imagens cujo objetivo é “ver mais além” e “contar histórias que ficaram por contar”. A fotografia principal mostra um mordomo à espera dos visitantes do The Floating Seahorse, uma casa de férias subaquática no arquipélago artificial a quatro quilómetros do Dubai.

De acordo com os organizadores do ZEISS, que conta com o patrocínio da Sony World Photography, cada uma destas casas tem um mordomo pessoal e janelas panorâmicas para observação da flora e da fauna marítima. Quando o projeto The Floating Seahorse estiver terminado, o parque contará com 125 moradias, cada uma avaliada em 2,5 milhões de euros: uma noite numa destas casa podem chegar a custar cinco mil euros.

A imagem “Jardim de Prazer” é parte de uma série de Nick Hannes que pretende retratar “a rápida transformação do Dubai de um centro de comércio regional nos anos 60 para a metrópole ultramoderna em que se tornou hoje”. Mas nem tudo é perfeito: “O nosso mundo globalizado está a transformar-se numa sociedade dualizada, caracterizada pela separação e exclusão. O primeiro mundo é um arquipélago de ilhas protegidas ou cápsulas onde é agradável viver; o segundo mundo é tudo o resto, um oceano de pobreza e caos”.

Em comunicado de imprensa, Nick Hannes explicou que o propósito da série é “levantar questões sobre autenticidade e sustentabilidade”. Todas as fotografias foram tiradas ao longo de cinco viagens ao Dubai entre 2016 e 2017. À conta deste projeto, o fotógrafo belga vai ganhar lentes no valor de 12 mil euros e um apoio de três mil euros para ajudas de custo num projeto futuro. “Jardim de Prazer” vai estar em exposição no Somerset House em Londres entre 20 de abril e 6 de maio.

Veja as outras fotografias galardoadas na fotogaleria.