Rui Vitória elevou o tom de voz na conferência de imprensa de antevisão ao dérbi deste fim de semana e respondeu à notícia do jornal A Bola desta sexta-feira, que avançava que o treinador do Benfica tinha recebido uma proposta irrecusável do Al-Hilal, bicampeão da Arábia Saudita.

Ponto prévio: tenho contrato por mais dois anos. É um enorme prazer representar este clube. Quando vim para o Benfica, no discurso de apresentação não disse que ia ganhar títulos, prometi trabalhar muito, não disse que ia ganhar. Não sou rato do porão e não vou sair daqui para fora. Estou a preparar, juntamente com o presidente, a próxima época há já muito tempo, desde janeiro”, atirou, algo irritado, Rui Vitória.

Quanto ao dérbi propriamente dito, Rui Vitória desvalorizou o facto de se tratar de um Sporting-Benfica e defendeu que “não são estes tipos de jogos que decidem os campeonatos”. Ainda assim, o treinador do Benfica garantiu que “não quer perder nenhum jogo”: “No final, faremos o balanço. Não vivo nenhum jogo com ansiedade ‘se isto’ ou ‘se aquilo'”.

O treinador do Benfica fez ainda uma aposta sobre o provável onze titular do Sporting no jogo deste sábado e explicou que, quanto à equipa que ele próprio vai escolher, tem dúvidas relativamente às alas, às laterais e aos avançados. Rui Vitória não se quis alongar sobre a presença ou não de Jonas no dérbi, ao contrário de Jorge Jesus, que disse ter um “feeling” de que o brasileiro iria regressar em Alvalade. Acertou o treinador leonino: Jonas está convocado para o Benfica-Sporting.