O OnStar, sistema que há anos a Opel fornece aos seus clientes e que tanto serve para pedir assistência em caso de acidente, como para recorrer a um serviço de informações e assistência que ajuda a resolver problemas relacionados com a viagem, vai deixar de ser incluído no equipamentos dos veículos novos já a partir de Janeiro de 2019. A opção compreende-se, uma vez que a tecnologia por detrás do OnStar é propriedade da GM e o departamento financeiro da PSA fica particularmente satisfeito quando reduz as despesas, especialmente quando elas provêm dos antigos proprietários da Opel.

Para os veículos que já possuem o OnStar, a Opel garantiu que o sistema vai continuar activo até final de 2020, sendo entretanto substituído pelo Opel Connect, de funcionamento similar, mas propriedade da PSA. Esta solução irá surgir igualmente nas restantes marcas do grupo francês (Peugeot, Citroën e DS), ainda que com outra denominação. A decisão por parte da União Europeia de tornar obrigatório um sistema de SOS único para todos os veículos novos, denominado eCall, eliminou a necessidade de um dos serviços proporcionados pelo OnStar e o mais importante relacionado com a segurança. Em compensação, há cada vez mais serviços de entretenimento e de apoio ao condutor que, através de sistemas deste tipo, os fabricantes propõem aos seus clientes.

A estreia do novo serviço irá ter lugar com a introdução no mercado do novo Opel Corsa, que será o primeiro a recorrer a uma plataforma PSA, a que se seguirá um pequeno veículo eléctrico. Ainda assim, a marca alemã assegura que os actuais clientes do OnStar continuarão a usufruir do mesmo tipo de serviços por parte do Opel Connect.

Esta notícia foi actualizada em 14/5/2018, com informações veiculadas pela Opel Portugal