O Presidente da República recusou partilhar a sua posição sobre a eutanásia, na sequência da rejeição pelo parlamento dos diplomas sobre esta matéria, afirmando que nada dirá sobre substância, o processo ou a forma.

“Não digo nada nem sobre a substância, nem o processo, nem a forma”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, no final de uma iniciativa na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa.

Questionado se nunca vai dar a conhecer a sua posição sobre este tema, o chefe de Estado respondeu: “Sobre qualquer tema, só me pronunciarei quando, havendo iniciativas no parlamento, elas culminarem num diploma que me for enviado para promulgação”.

Na terça-feira, todos os projetos de lei para a despenalização da eutanásia, da autoria de PAN, BE, PS e PEV, foram rejeitados na Assembleia da República. O diploma do PS foi o que obteve maior votação: 110 votos a favor, 115 votos contra e quatro abstenções.