Estados Unidos da América

Costa apadrinha “ponte da irmandade” entre Cascais e Sausalito, na Califórnia

António Costa inaugurou esta quarta-feira a Praça Cascais, em Sausalito, cidade californiana ligada a São Francisco pela ponte 'Golden Gate' e conhecida pelo elevado nível de vida.

António Costa descerrou a lápide com a nova toponímia daquela praça central, agora com uma zona em calçada portuguesa

NUNO VEIGA/LUSA

O primeiro-ministro, António Costa, inaugurou esta quarta-feira a Praça Cascais, em Sausalito, uma pequena cidade californiana ligada a São Francisco pela ponte ‘Golden Gate’ e conhecida nos Estados Unidos pelo seu elevado nível de vida.

Construímos pontes e não muros”, declarou a presidente da Câmara de Sausalito, Joan Coxx, numa nota de clara demarcação política face à administração Trump, momentos antes de o líder do executivo português descerrar a lápide com a nova toponímia daquela praça central, agora com uma zona em calçada portuguesa.

Também presente na cerimónia, o vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, fez um discurso muito aplaudido, com notas de humor à mistura, em que procurou identificar pontos em comum entre as duas autarquias geminadas.

“Quando vim pela primeira vez a Sausalito disse para mim próprio: Podia viver aqui. Estou mesmo convencido que Sausalito é a segunda melhor localidade para viver”, disse, provocando risos, numa alusão indireta à sua vila de Cascais.

O social-democrata Miguel Pinto Luz referiu-se também à obra dos calceteiros portugueses, considerando que “aquele pedaço de arte” da nova praça de Sausalito ficará “para muitas gerações como símbolo da profunda ligação entre Cascais e Sausalito”.

Antes, a presidente da Câmara [mayor] de Sausalito tinha já salientado que as tradições portuguesas são anteriores à própria fundação da cidade, dando como exemplo as festas açorianas do Espírito Santo.

O secretário de Estado das Comunidades traçou depois paralelismos entre Cascais e Sausalito, destacando características como “a boa qualidade de vida e a hospitalidade”.

“A comunidade portuguesa residente em Sausalito deu um inegável contributo para o desenvolvimento da região. Os membros da comunidade estão presentes nos setores mais dinâmicos”, acrescentou o membro do Governo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Nicolás Maduro

A Venezuela a ferro e fogo /premium

Diana Soller

Maduro tentará impor a sua vontade, agora que se sente verdadeiramente ameaçado. A oposição sentirá que não tem nada a perder. O que pode, efetivamente, degenerar numa guerra civil.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)