As receitas totais da Vodafone Portugal subiram 3,4% no primeiro trimestre fiscal terminado em junho, para 254 milhões de euros, face ao período homólogo, e as receitas de serviço avançaram 3,6%, anunciou esta quarta-feira a operadora.

Em comunicado, a operadora de telecomunicações adianta que, de abril a junho, primeiro trimestre do ano fiscal 2018-2019, a Vodafone Portugal “prossegue a trajetória de crescimento das receitas de serviços, principal indicador de negócio, suportada sobretudo pela evolução consistente do serviço fixo a dois dígitos”.

No período em análise, as receitas de serviços atingiram 239 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 3,6% face a igual período do ano anterior. As receitas totais aumentaram 3,4%, para 254 milhões de euros.

“No segmento móvel, o número de clientes fixa-se em cerca de 4,6 milhões, dos quais mais de 1,8 milhões são clientes 4G (+25% em termos homólogos)”, refere a operadora liderada por Mário Vaz.

O negócio fixo registou “um incremento de dois dígitos”, sendo que a “base de clientes aumenta 11%” em termos anuais, “ascendendo a 670 mil no final deste período”.

“Os resultados agora apresentados vêm demonstrar a consistência e a evolução da estratégia da Vodafone Portugal, a qual assenta na qualidade do serviço prestado aos seus clientes e no compromisso com o desenvolvimento económico e social do país”, afirma o presidente executivo, Mário Vaz, citado no comunicado.