Imprensa

‘The Boston Globe’ pede “guerra editorial” contra ataques de Trump aos media

O 'The Boston Globe' apelou aos jornais norte-americanos para, a 16 de agosto, publicarem editoriais a denunciar o que apelida de "guerra suja contra a liberdade de imprensa".

CJ GUNTHER/EPA

O diário norte-americano The Boston Globe, jornal de referência nos EUA e várias vezes vencedor de prémios Pulitzer, apelou a uma resposta editorial coordenada da imprensa norte-americana contra os frequentes ataques do Presidente Donald Trump.

O ‘The Boston Globe’ apelou aos jornais de todo o país para publicarem a 16 de agosto editoriais a denunciar o que apelida de “guerra suja contra a liberdade de imprensa”.

O diário quer que os jornais norte-americanos tomem uma posição independentemente da sua orientação política e de geralmente publicarem editoriais, ou não, contra ou a favor das políticas da administração Trump.

O Presidente dos EUA frequentemente caracteriza a imprensa como sendo autora de “fake news” (notícias falsas, na tradução em português) e aponta vários jornalistas como os seus verdadeiros oponentes políticos.

Marjorie Pritchard, que dirige a página editorial do ‘The Boston Globe’, diz que dezenas de jornais já concordaram em escrever editoriais, incluindo jornais diários de grande tiragem e outros de menor dimensão.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Adolescentes

Como convenci o jovem selvagem a ler jornais

José Vegar
265

Sempre castrador e intrusivo, o inimigo imperialista parental dignou-se a conceder algum do seu tempo ao jovem selvagem, tirou-lhe os "headphones" de jogo da secretária, e impôs-lhe algum guiamento.

Assalto em Tancos

Tancos: é ainda pior do que parece

Bruno Cardoso Reis

Se é certo que em Portugal as Forças Armadas sempre serviram para bem mais do que fazer a guerra, hoje em dia essas outras tarefas são cada vez mais numerosas e cada vez mais vitais. 

Mulher

Go girls, go! /premium

Laurinda Alves

Ainda tão jovens, com pouco mais de vinte anos, todas sabem exactamente por onde querem começar e atrevem-se a dizer, como Elvira: “sou parte da geração que vai mudar o meu país!”. E nós acreditamos.

António Costa

O caminho para lado nenhum /premium

Rui Ramos

O sucesso de António Costa reflecte a capacidade de que a oligarquia política continua a dispor, numa sociedade envelhecida e dependente, de fazer pagar por todos o que só beneficia alguns. 

Assalto em Tancos

Tancos: é ainda pior do que parece

Bruno Cardoso Reis

Se é certo que em Portugal as Forças Armadas sempre serviram para bem mais do que fazer a guerra, hoje em dia essas outras tarefas são cada vez mais numerosas e cada vez mais vitais. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)