Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um ladrão que se fez passar pelo por Daddy Yankee roubou jóias no valor de dois milhões euros do quarto do cantor porto-riquenho. Yankee ficou famoso em todo o mundo como o autor do grande sucesso de verão de 2017, a canção Despacito, que assina em conjunto com Luis Fonsi.

A história do roubo insólito é contada pelo jornal britânico The Guardian que cita a imprensa espanhola já que o roubo aconteceu no hotel em Valência e um esclarecimento feito pelo representante do cantor de 41 anos na rede social Twitter.

O  porta-voz adiantou que não serão prestados mais comentários para não afetar a investigação das autoridades. O próprio cantor não fez qualquer referência ao roubo de que foi vítima nas suas redes sociais. 

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Daddy Yankee, cujo nome é Ramon Luis Ayala, denunciou o roubo de diamantes e outras pedras preciosas do seu quatro de hotel à polícia na quinta-feira à noite, segundo informação da imprensa local.

Um porta-voz da polícia de Valência confirmou que estava em curso uma investigação ao furto de jóias e dinheiro de um hotel numa cidade da costa mediterrânica, mas recusou identificar a vítima.

Segundo o jornal Las Provincias, o suposto ladrão apresentou-se no hotel como sendo o próprio Daddy Yankee, e pediu a um funcionário do hotel para lhe abrir o cofre que estava no quarto do cantor. E depois levou dois milhões de euros em jóias. O homem roubou ainda jóias e dinheiro de outros quartos onde estavam alojados membros da equipa de Daddy Yankee.

A polícia questionou o cantor e os seus colaboradores, bem como os funcionários do hotel e inspecionou o quarto, mas não terá encontrado impressões digitais ou outras pistas. O cantor do estilo reggaeton deu um concerto em Valência no passado domingo que fez parte da sua tournée europeia.