Francisca Prieto é publicitária de formação e co-fundadora da Dejá Lu, uma livraria solidária cujos lucros revertem para a Associação Portuguesa de Trissomia 21. Sempre atenta ao que se passa à sua volta, não gosta de perder nem um minuto dos acontecimentos importantes e considera que a construção do novo Campus da Nova SBE é, certamente, de assinalar. Quando soube que tudo seria concretizado através da participação da sociedade civil, quis imediatamente contribuir.

O apelo para fazer parte tornou-se ainda mais forte quando descobriu mais detalhes sobre o projeto. “Este projeto consegue fazer uma coisa impossível fisicamente, que é combinar vários polos positivos sem que nenhum se anule. Criou-se aqui uma sinergia brutal que se multiplica, portanto são polos positivos infinitos”, diz Francisca. E explica o que a inspirou: “Temos uma escola que resolveu arregaçar as mangas, assumir riscos e responsabilidades. É muito fácil dizer ‘vamos fazer isto’, mas quando não temos as costas quentes, é preciso muita coragem e eu acho isto fascinante. Mais do que fascinante, acho inspirador.”

Um feito extraordinário

Lembrando os seus tempos de adolescente em que nos acampamentos era a última a ir

Nova SBE

Mostrar Esconder

– Mestrados no top dos rankings europeus e mundiais. Corpo docente com mais de 25 nacionalidades.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

– Mais de 60% dos graduados tem a primeira experiência de trabalho fora de Portugal.

– Candidaturas aos mestrados crescem mais de 35% ao ano. Em 2017, registadas mais de 2.200 candidaturas para 600 vagas de Mestrados.

– Mais de 50% das candidaturas aos mestrados são internacionais, de mais de 70 nacionalidades.

– Dos 420 novos alunos de Licenciatura em 2017, a nota mínima de entrada foi de 16.95 valores.

– O Colégio de Campolide, que em 1988 era grande para os cerca de 600 alunos da Faculdade de Economia da UNL, hoje revela-se claramente insuficiente para os mais de 2.500.

– No ano em que completa 40 anos, a escola muda-se para o novo Campus, em Carcavelos.

– A  ambição: posicionar a Nova SBE como referência da educação a nível global.

dormir e a primeira a acordar para não perder nada do que fosse relevante, Francisca tem para com o novo Campus da Nova SBE o mesmo sentimento: “Está a acontecer uma coisa absolutamente extraordinária e eu quero fazer parte disto”. No seu aniversário, o presente que pediu foi um donativo para a Nova SBE. “É claro que é um donativo à minha escala, mas foi a maneira de dizer que estou com este projeto e de deixar aqui a minha marca”, explica. Revela ainda: “Este donativo traduziu-se num banco de jardim que vai ter o meu nome e eu já imagino os alunos a lerem, a descansarem ou a namorarem no banco de jardim. E acho isso muito giro”.

Quando visitou a obra pela primeira vez, o donativo já tinha sido entregue, e Francisca ficou ainda mais entusiasmada com o projeto. “Este edifício é absolutamente espantoso, com valências muito além daquilo a que estamos habituados em Portugal. Tem, por exemplo, um auditório fantástico onde vai haver programação cultural, portanto acaba por ser um espaço que envolve a comunidade circundante.”

Elevar a fasquia

Com o mais velho dos quatro filhos no ensino secundário, Francisca realça o papel da escola na qualidade do ensino universitário em Portugal. “Eu não sei se os meus filhos irão estudar na Nova SBE, mas sei que a existência de um projeto como este aumenta a fasquia mesmo para outras universidades. Além disso, esta escola vai facilitar não só a atração de talento internacional, como vai ajudar a reter os talentos nacionais no país”, diz Francisca. “E nós bem precisamos de cabeças pensantes”, conclui.

Como contribuir

A Nova SBE já angariou cerca de 41 milhões de euros. A campanha de fundraising continua aberta a toda a sociedade civil até que se chegue ao objetivo de 50 milhões de euros. E depois continuará para novas demandas.

Além de empresas nacionais e internacionais, já se juntaram mais de 930 pessoas individuais. Veja como participar:

● Podem fazer-se donativos a partir de 50 €. No caso de se querer doar uma quantia maior, esta pode ser dividida em cinco anos.

● Para dar apenas um exemplo, 1.000,00 € são reconhecidos numa das pedras do Walk of Founders, e 2,500,00 € colocam o seu nome — ou da sua família, turma, ou grupo de amigos – num dos bancos no jardim.

● A escola quer, acima de tudo, ser aberta a todos e que todos possam participar, conhecer e envolver-se.

● Para decidir melhor, marque uma visita ou comece por aceder a Nova Campaign para saber toda a informação, incluindo os contactos do Alumni Relations que certamente estarão prontos para o receber.