A CMTV anunciou este sábado que tinha conseguido no primeiro “debate” entre candidatos do Sporting, esta sexta-feira à noite, um share de 4,4%, o mesmo que SIC Notícias e TVI24 juntas tiveram a essa hora. No entanto, este poderá ter sido sobretudo um ponto de partida num duelo muito particular entre Frederico Varandas e João Benedito até às eleições de 8 de setembro. E a troca de palavras entre ambos, que colocou também outras questões ao barulho, provou isso mesmo.

Apesar de ser sabido por todos os que têm acompanhado a campanha até ao momento que João Benedito, ao contrário do que ia acontecer com Frederico Varandas, não iria marcar presença no debate, o mesmo continuou a ser anunciado ao início da noite. Chegada a hora, o antigo responsável pelo departamento clínico dos leões acabou por dar uma entrevista, de frente para uma cadeira vazia que estava reservada para o ex-capitão do futsal verde e branco. E deixou críticas à postura do gestor, visto por muitos como um dos principais adversários. “Sempre disse que daria prioridade à Sporting TV e que, depois disso, tentaria marcar presença em todos os debates caso não houvesse coincidência de datas. Não compreendo porque não veio ao debate e digo-o porque também já disse ao João. Sou uma pessoa de combate, debate e que discute de frente”, referiu.

Frederico Varandas: o médico que só faltou a um jogo porque estava no Afeganistão e quer ser presidente do Sporting

Aproveitando a presença, Varandas recordou que foi “o único a dar voz e corpo a 71% de sportinguistas até dia 23 de junho” e tocou em dois pontos vitais do programa: o futebol e as finanças. “O team manager [n.d.r. que em caso de triunfo será Beto] é a pessoa que vaifazer funcionar a máquina. Tem de criar as condições para o treinador se preocupar apenas com o treino, coisa que não acontecia no Sporting. Assumir o futebol não é assinar de cruz o que um diretor desportivo diz, é assumir uma estratégia com um losango entre presidente, team manager, treinador e diretor de scouting“, comentou, entre algumas “farpas” a Benedito e a ideia que ainda está à espera de conhecer. “As questões financeiras são uma preocupação mas não me tiram o sono. O Sporting está ciclicamente com problemas porque falha no core business, que é a performance desportiva do futebol. Por isso, lanço quatro medidas: securitização do contrato da NOS, emissão de empréstimo obrigacionista até 60 milhões de euros, reestruturação do passivo bancário e venda de jogadores”, acrescentou, neste caso apontando a mira a José Maria Ricciardi.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Frederico Varandas. Um passo à frente, a saída da zona de conforto e as “teorias conspirativas da carochinha”

Este sábado, através de comunicado, a candidatura de João Benedito não só explicou o porquê da ausência no debate da noite anterior na CMTV como devolveu as críticas que tinham sido endereçadas pelo antigo responsável clínico dos leões.

“O sucesso desportivo é o motor da estabilidade financeira e institucional do Sporting”, defende João Benedito

“A candidatura de João Benedito nunca aceitou nenhum debate em nenhum canal antes de conhecer a proposta de cobertura da Sporting TV. Após concordar com a mesma, que inclui um debate a sete este domingo e um debate com Frederico Varandas no dia 20, segunda-feira, informou a CMTV que não participaria neste debate, cumprindo a palavra com os sócios que daria primazia e prioridade aos debates na Sporting TV. O nome de João Benedito foi abusivamente utilizado várias vezes na promoção de dois debates onde confirmou atempadamente que não participaria”, destacou, prosseguindo: “No dia 8 de agosto, João Benedito deu uma entrevista escrita e filmada, na sede de candidatura, para o CM/CMTV, que seria publicada e transmitida no dia 11. Essa entrevista já editada nunca foi publicada, o que também era do conhecimento do candidato Frederico Varandas. Acreditamos que a Sporting TV possa atingir, com a transmissão destes 23 debates entre os candidatos, os seus recordes históricos de audiência, e queremos contribuir para a valorização da marca Sporting”.

A lista dos “filhos do Sporting” que se tornaram muito mais do que isso: João Benedito oficializa candidatura

“A candidatura de João Benedito estará disponível para outros debates que incluam todos os candidatos que assim o desejem, em todos os canais, excetuando aqueles que não têm respeitado a candidatura e os sportinguistas, pelo que não participaremos em nenhum debate no canal do Correio da Manhã. Lamentamos que o candidato Frederico Varandas tenha contribuído para um triste espetáculo, no local habitual, sem coragem para defender aquilo que é do Sporting: os seus canais, o seu negócio, a sua dignidade. Ao aceitar sentar-se em frente a uma cadeira vazia, em cumplicidade com a CMTV, sabendo que ia participar em mais uma entrevista, demonstrou de forma clara quais as suas prioridades. Quem quer que venha a ser o futuro presidente não pode ser objeto de manipulação por agências de comunicação ou órgãos de comunicação social. O futuro do Sporting já está a ser construído por todos os candidatos. Consigamos todos ter a coragem e a determinação de colocar o nome do clube acima de protagonismos individuais e proteger aquilo que é nosso e não aqueles que nos usam”, rematou.