O Imperial Museum de Londres pretende publicar em breve um livro que vai conter alguns documentos raros que remontam à Segunda Guerra Mundial, desde um desenho feito à mão, que delineava um plano de evacuação da cidade francesa de Dunquerque, até a algumas anotações que vieram dar origem ao discurso de Winston Churchill, End of the Beginning.

A mente por trás da coleta destes documentos foi Anthony Richards, que ao avaliar centenas de documentos decidiu compilar os 20 que melhor lhe pareceram definir o período da 2ª Guerra Mundial. Richards é o curador responsável pela organização documental do Imperial Museum e é o autor do livro que dará pelo nome de The War on Paper, que será publicado na próxima quinta-feira, dia 27 de setembro.

Na seleção que Richards fez, constata um diagrama de uma embarcação feito pelo capitão Ken Theobald, do 5º Batalhão da Royal West pertencente ao regimento de Kent, com o objetivo de facilitar a evacuação das tropas inglesas das praias de Dunquerque.

Richards refere ao The Guardian que “as pessoas lembram-se de Dunquerque por causa da escala do acontecimento, foi uma operação de grande escala. O livro cobre apenas uma ínfima parte da praia, com o objetivo de contar a história de apenas uma unidade militar. Torna-se mais pessoal.”

O livro incluirá também a diretiva assinada por Adolf Hitler que levou à invasão alemã da Polónia, o rascunho do discurso de Churchill supra-referido, notas escritas à mão do Tenente Coronel  R. McLay enquanto foi membro do tribunal nos julgamentos de guerra de Belsen, bem como o documento que consentiu o rendição das forças Nazi.

Neste livro podem-se ainda encontrar imagens, extratos de cartas e diários de guerra, mapas e posters da época que ilustram esta publicação. A publicação desta obra coincide com a celebração de aniversário dos 80 anos da declaração Anglo-Germânica assinada em Munique no ano de 1938, que pretendia promover a paz entre os dois países.