Irreverente, criativo, multifacetado e comunicativo. São alguns dos adjetivos que inspiram a filosofia NJOT – Not Just one thing –, da Vans, que convidou quatro caras nacionais, com um estilo pessoal único, a revelarem um pouco das suas muitas facetas.

84 Países

As coleções da marca estão presentes em 84 países, através de uma rede de filiais, distribuidores e escritórios internacionais.

Depois de Joana Barrios e Joaquim Albergaria nos terem desafiado para viver em pleno a filosofia NJOT, agora é a vez de Inês Lopes Gonçalves e Dengaz abrirem o livro das suas muitas vidas, sempre com uma marca própria.

Uma vida só não chega

Para Inês Lopes Gonçalves é ponto assente: uma só vida não chega para fazer tudo o que ambiciona. A apresentadora, radialista, mãe – e, para quem não sabe, até já foi cantora – espelha em pleno a filosofia da Vans.

Os modelos Vans que começaram nos pés dos skaters

Mostrar Esconder

Os cinco modelos clássicos da Vans resultaram da evolução natural da marca, que foi ajustando o modelo original, Authentic, às necessidades dos skaters. Depois surgiram os restantes modelos clássicos da Vans: Era, Old Skool, Sk8-Hi e Classic Slip-On que, juntamente com os Authentic, representam a atitude Not Just One Thing, adaptando-se a uma multitude de estilos e atitudes por todo o mundo.

Irrequieta, acorda bem cedo para apresentar as Manhãs da 3, na Antena 3, e deita-se tarde, pois também a vemos todas as quintas-feiras, em direto, a apresentar o Cinco para a Meia-Noite, com a também apresentadora Filomena Cautela. Uma vez por semana, viaja ao passado no Trás para a Frente, da RTP Memória, no qual nos oferece um debate sobre o imaginário da televisão sempre aceso e divertido na companhia de Júlio Isidro, Fernando Alvim, Nuno Markl e Álvaro Costa.

O tempo não estica, mas a sua entrega é total a cada projeto, sendo que a sua melhor obra também lhe merece muitas horas: os filhos gémeos.

A comunicação está desde sempre na sua vida, mas a sua verdadeira vocação é… a apresentação. Depois de ter passado por revistas, abraçou a televisão, onde começou a fazer reportagens de desportos radicais na SporTv. Daí ao Canal Q, foi um salto para apresentar o jornal satírico Inferno. Hoje, é uma das caras da estação pública.

Para o futuro, a Inês não vai perder o ritmo, porque, sempre inconformada, quer aproveitar ao máximo esta vida: “Para mim falta-me sempre fazer tudo. Precisava de ter várias vidas, não sei se vai dar só esta”, diz a sorrir.

Ser muita coisa por inteiro

Também Dengaz revela que ainda lhe falta fazer muita coisa. Conhecemo-lo pela sua música rap, pelas tatuagens, pela irreverência.

Conhece melhor a Vans

Mostrar Esconder

· É uma marca original de calçado, vestuário e acessórios desportivos com coleções autênticas e promove um estilo de vida desportivo.

· A sua cultura jovem e autoexpressão criativa revela-se no apoio a atletas, músicos, artistas, eventos e plataformas progressivas como o Vans Park Series, Vans Triple Crown of Surfing®, Vans U.S. Open of Surfing, Vans Pool Party, Vans Custom Culture, Vans Warped Tour® e o centro cultural e internacional de música da Vans, o House of Vans.

Mas poucos sabem que se chama Luís Mendes, é pai e gosta de passear com os filhos, empurrando o carrinho de bebé enquanto vai procurando inspiração para novos temas.

Mergulhar no mar refresca-lhe a criatividade e jogar futevolei é algo que não dispensa na sua vida multifacetada, à qual se entrega de uma forma intensa e sempre motivada.

Começou no hip-hop, viajou até ao reggae e atualmente são raros aqueles que não reconhecem e trauteiam os seus hits.

Gosta de escrever as suas músicas e participar em toda a produção dos projetos. E quando o convidam… lá vai ele também ajudar outros artistas a fazer aquilo que lhe dá grande prazer.

600

A Vans opera mais de 600 revendedores locais em todo o mundo.

Em tudo, confessa, gosta de deixar a sua marca e se entregar “por inteiro”.

Mas sabe que ainda há muito caminho para andar: “A nível de música, ainda me faltam fazer muitas coisas”, revelou, deixando a mensagem que o fará sempre “com a motivação certa”.

E a ti? O que é que ainda te falta fazer? Entra na filosofia NJOT!