Um sismo de magnitude 5,6 na escala de Richter foi esta segunda-feira registado ao largo da costa oeste de Taiwan, tendo sido sentido em Macau e Hong Kong. De acordo com os meios de comunicação de Taiwan, as autoridades indicaram desconhecer, até ao momento, a existência de vítimas ou de danos materiais.

O Instituto de Estudos Geológicos dos Estados Unidos (USGS) indicou que o abalo foi registado às 07h57 (23h57 em Lisboa), com epicentro a cerca de 100 quilómetros do arquipélago Pescadores (ou Penghu), no estreito da Formosa, e hipocentro a aproximadamente 13 quilómetros de profundidade. Já o Instituto Central do Clima de Taiwan registou uma magnitude de 6,1.

Em Macau, os Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) recolheram “vários relatos da população sobre o abalo sísmico”, que ocorreu a 534 quilómetros do território, enquanto o Observatório de Hong Kong recebeu perto de mil contactos de cidadãos que sentiram o sismo.

De acordo com estimativas iniciais dos responsáveis daqueles serviços da antiga colónia britânica, a intensidade foi de 4, na escala Mercalli, que mede os efeitos dos terramotos. Intensidade 4 significa que objetos pendurados, janelas, pratos e portas abanaram.

A ilha de Taiwan situa-se perto da junção de duas placas tectónicas e regista regularmente sismos. Em fevereiro, a cidade de Hualien (leste) foi atingida por um sismo de magnitude 6,4, que causou 17 mortos. O pior balanço das últimas décadas foi registado em setembro de 1999, quando um sismo de magnitude de 7,6 deixou 2.400 mortos.