O índice de preços da habitação (IPHab) desacelerou no terceiro trimestre, ao crescer 8,5% em termos homólogos, 2,7 pontos percentuais abaixo do registado nos três meses anteriores, divulgou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE). “Este foi o segundo trimestre consecutivo em que se registou uma desaceleração dos preços das habitações transacionadas”, adianta o INE.

“No trimestre de referência, as habitações existentes registaram uma taxa de variação superior à observada nas habitações novas, 9,2% e 5,7%, respetivamente”, adianta.

Relativamente aos três meses anteriores, o índice de preços da habitação aumentou 1,0% (2,3% no segundo trimestre de 2018). “As duas categorias de habitações registaram taxas de variação semelhantes, 1,1% no caso das habitações novas e 0,9% nas habitações existentes”, acrescenta.