Estados Unidos da América

Ciberataque atrasa distribuição de jornais nos EUA

Um malware afetou os sistemas de distribuição de alguns jornais nos Estados Unidos. O problema já se arrasta desde a noite de quinta para sexta-feira. Ataque pode ter vindo de fora do país.

Os jornais do grupo Tribune Publishing foram afetados por um ataque informático

Getty Images

Um ataque informático perturbou a impressão e distribuição dos jornais norte-americanos do grupo Tribune Publishing, noticia a BBC. O ciberataque foi provocado por um malware —  programa de computador que se infiltra num sistema para provocar danos — detetado na sexta-feira e também afetou as edições do Wall Street Journal e do The New York Times na costa oeste dos Estados Unidos. Todos esses jornais têm em comum partilharem a mesma plataforma de produção em Los Angeles.

Marisa Kollias, porta-voz do Tribune Publishing, já confirmou o ataque. Num comunicado de imprensa, a empresa esclarece que o malware afetou os sistemas de backoffice, isto é, as áreas da Internet em que os jornalistas redigem e preparam os artigos para serem publicados. De acordo com Marisa Kollias, “todos os jornais” do grupo Tribune Publishing foram afetados pelo ciberataque, que terá vindo de fora dos Estados Unidos.

Ainda este sábado, o jornal Fort Lauderdale Sun-Sentinel fez saber que “se debateu no fim de semana com um vírus de computador que desligou a produção e impediu as linhas telefónicas”. O Departamento de Segurança Nacional confirmou que está a investigar o caso: “Estamos cientes dos relatos de um potencial incidente cibernético que afeta várias agências de notícias e estamos a trabalhar com o nosso governo e parceiros da indústria para entender melhor a situação”, disseram as autoridades em conferência de imprensa.

Os jornais afetados acreditam que “a intenção do ataque foi desabilitar a infraestrutura, mais especificamente os servidores, não procurar roubar informações”. De acordo com o Tribune Publishing, os dados pessoais dos assinantes, dos leitores das versões online e dos clientes na área da publicidade não foram comprometidos. E avança com um pedido: “Pedimos desculpas por qualquer inconveniente e agradecemos aos nossos leitores e parceiros de publicidade pela paciência enquanto investigamos a situação”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Eleições Europeias

Querida Europa...

Inês Pina

Sabemos que nos pedes para votarmos de cinco em cinco anos, nem é muito, mas olha é uma maçada! É sempre no dia em que o primo casa, a viagem está marcada, em que há almoço de família…

Educação

Aprendizagem combinada: o futuro do ensino

Patrick Götz

Só integrando a tecnologia na escola se pode dar resposta às necessidades do futuro, no qual os futuros trabalhadores, mesmo que não trabalhando na indústria tecnológica, terão de possuir conhecimento

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)