O cadáver de um homem de 47 anos foi deixado pelo menos nove horas num restaurante de Lisboa esta quarta-feira, noticiou o Notícias ao Minuto, acrescentando que foi a PSP a responsável pela demora na recolha do corpo. O falecido era cliente habitual do restaurante ‘Minha Anita’, localizado na Calçada da Estrela, junto à Basílica, em Lisboa.

Ao Observador, fonte da direção nacional da PSP disse que a morte ocorreu devido a “doença súbita” perto das 11h desta manhã, mas não precisou a hora a que a polícia foi chamada ou chegou ao local. O corpo só seria retirado do interior do restaurante pelas 20h desta quarta-feira.

A mesma fonte da PSP disse que depois de o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) ter confirmado o óbito, a polícia contactou a Cruz Vermelha de Setúbal, com quem a PSP tem um protocolo, para intervir. Foi a equipa da Cruz Vermelha de Setúbal, disse a mesma fonte policial, quem teve problemas com os meios, chegando apenas às 20h.

A fonte da PSP não explicou a razão pela qual apenas a Cruz Vermelha de Setúbal foi chamada para remover o corpo, que assim foi deixado no local mais de nove horas. Este atraso forçou os proprietários do restaurante a manterem o estabelecimento encerrado durante quase todo o dia.