O Serviço de Investigação Criminal (SIC) na província angolana do Uíge deteve esta quarta-feira o secretário do Governo local e o chefe de gabinete do governador da província indiciados pelos crimes de peculato e abuso de poder.

Segundo a imprensa local, que avança a notícia, os dois dirigentes daquela província do norte de Angola, Leandro Bongo Kiala e Yamba Mateus respetivamente, estão igualmente acusados nos crimes de falsificação de documentos.

Esta quarta-feira, a imprensa angolana noticia também as detenções da ex-administradora municipal de Benguela Maria João, acusada do crime de peculato, e do atual administrador adjunto do município da Baía Farta, província angolana de Benguela, arrolado no mesmo processo.

De acordo com as autoridades, os responsáveis municipais vão continuar detidos preventivamente enquanto seguem as investigações.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR