Rapto

Ílhavo. Homem tenta raptar bebé de cinco meses

373

Um homem terá tentado raptar uma bebé de cinco meses nas imediações de uma escola em Ílhavo. Polícia Judiciária está a investigar caso que ocorreu na manhã de segunda-feira.

O alegado suspeito conseguiu fugir do local e a investigação está agora nas mãos da Polícia Judiciária

DIOGO VENTURA/OBSERVADOR

Um homem terá tentado raptar uma bebé de cinco meses na manhã desta segunda-feira. A Polícia Judiciária está a investigar a alegada tentativa de rapto, apesar de ter sido a GNR a ser inicialmente chamada ao local.

O caso aconteceu esta manhã, pelas 09h, nas imediações da escola Nossa Senhora do Pranto em Ílhavo, na região de Aveiro. “A mãe terá conseguido libertar-se do suposto raptor”, confirmou ao Observador fonte da GNR. “Houve uma tentativa de puxar pelo carrinho onde era transportada a menina. A mãe [da bebé] conseguiu evitá-lo.”

O alegado suspeito, que conseguiu fugir do local, é do sexo masculino e terá entre 25 a 30 anos. A investigação está agora nas mãos da Polícia Judiciária.

Já antes a TVI24 escrevia, citando a Lusa, que a tentativa de rapto ocorreu quando a mãe da criança deixava a filha mais velha na escola, altura em que um homem se terá aproximado da bebé de cinco meses que ficou sozinha no interior da viatura.

No início do mês de fevereiro uma mulher foi detida depois de tentar raptar um bebé no Hospital de São João do Porto. Vestida com uma bata branca, a mulher terá sido travada por familiares da criança que estranharam que a suposta enfermeira estivesse a tentar sair com o bebé. A polícia também está a investigar este caso e o hospital em questão abriu um inquérito interno.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Empresas

Accionista e operador de máquinas: bons amigos?

Rui Esperança

A perpetuação do modelo da melhoria dos resultados das empresas à custa dos salários baixos e do consequente enriquecimento dos accionistas tem de mudar. Sem as pessoas, as empresas são pouca coisa.

Abusos na Igreja

Mr. McCarrick, I presume? /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Quando a Igreja castiga os clérigos pedófilos, com o máximo rigor que a lei canónica permite, age de acordo com o exemplo e a doutrina do seu divino Mestre.

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
248

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)