O homem suspeito de ter assassinado uma mulher e tentado matar um homem, que na altura a acompanhava, no domingo à noite, na Golegã, Santarém, foi detido esta segunda-feira na situação de fora de flagrante delito, informa a Polícia Judiciária (PJ) em comunicado.

A vítima mortal chamava-se Ana Maria Silva, segundo apurou o Correio da Manhã, tinha 53 anos e era residente na zona da Chamusca. O homicídio terá ocorrido no domingo, cerca das 23h30, num parque de estacionamento da Danceteria São Martinho, junto à Estrada Municipal 118, na Golegã. O alegado autor do crime pôs-se em fuga, acabando por ser detido mais tarde em casa de uma irmã, afirmou a fonte da GNR. De acordo com o jornal, o homem é ex-companheiro da vítima.

No comunicado, a PJ avança que, depois de ter esperado pelas vítimas, o agressor terá disparado pelo menos dois tiros de caçadeira, atingindo-os pelas costas e provocando, naquele momento, a morte da mulher e ferimentos no homem. A arma foi entretanto apreendida pelas autoridades.

O suspeito, de 62 anos, empregado fabril e residente na zona de Torres Novas, vai ser presente às autoridades judiciárias para aplicação de medidas de coação. O porta-voz do comando territorial de Santarém da GNR, Pedro Reis, disse à Lusa que o suspeito do homicídio passou a noite no posto da Golegã, aguardando as diligências para ser presente para primeiro interrogatório judicial, estando o caso entregue à Polícia Judiciária.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém afirmou que, quando os bombeiros chegaram ao local, a vítima “estava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido efetuadas, sem sucesso, manobras de reanimação”.

[Corrigido às 11h39 com informação avançada pela Polícia Judiciária em comunicado]