Uma cópia do videojogo Super Mario Bros para a consola Nintendo foi vendida num leilão privado por 100.150 dólares (cerca de 88.6228 euros) no início deste mês. O jogo foi vendido completamente intacto, ainda na embalagem original e selado, e pode ser considerado o videojogo mais caro da história, noticia o jornal El Español.

Segundo Deniz Khan, presidente da Wata Games e responsável pelo leilão, em declarações à  Kotaku, um site de videojogos citado pelo jornal espanhol, esta é única cópia do Super Mario Bros que ainda tem o adesivo e selo da Nitendo e que ainda está na caixa. Para o presidente da empresa que certifica os jogos, trata-se de “um dos objetos mais icónicos e significativos da história dos vídeojogos”. Foi a própria Wata a certificar este jogo e os notários encarregues de o selar dizem que é “inestimável”.

Dadas as condições do jogo, o proprietário disse que não aceitaria vender o jogo por menos de seis dígitos e todas as ofertas foram acima dos 50.000 dólares (cerca de 44.245 euros). “Dois dos principais compradores eram grandes colecionadores. Eles não se dispunham a licitar ou comprar coisas que não têm valor, eles sabiam perfeitamente o valor desta cópia”, disse o responsável pelo leilão citado pelo jornal espanhol.

O jogo foi lançado no mercado norte-americano em 1985 e só chegou à Europa dois anos mais tarde. Sendo um sucesso mundial e tendo passado mais de 30 anos após o lançamento, é extremamente difícil encontrar uma cópia nestas condições. É agora propriedade conjunta de três compradores: a do co-fundador e responsável pela empresa de leilões Heritage Auctions, Jim Halperin, a do colecionador de videojogos e moedas, Rich Lecce, e a de  Zac Gieg, um aficcionado de videojogos e dono de uma loja de colecionadores.

Esta licitação ultrapassa a de uma outra venda também do Mario Bros em 2017, no valor de 30 mil dólares (aproximadamente 26,547 euros), a maior registada até agora. O que diferencia este novo leilão do anterior resume-se a um pequeno adesivo.  Em vez de serem embrulhadas em plástico, as caixas que continham o primeiro lote de jogos produzidos na América eram seladas apenas na aba superior com um selo circular preto com o logótipo da Nintendo. Estas foram vendidas durante um curto espaço de tempo, enquanto que o departamento de marketing da marca testava a consola em várias partes do Estados Unidos, como Nova Iorque e Los Angeles em 1985 e 1986.