Os europeus estão cada vez menos virados para a aquisição de automóveis novos, como prova o facto de as vendas terem diminuído 3,2% no primeiro trimestre do ano, sendo que só em Março caíram 3,6%. É certo que os motores a gasóleo são os que mais sofrem (baixaram de 36% para 31% em Março), mas a subida dos motores a gasolina (de 57% para 60%) não chega para compensar. No mesmo mês, as vendas de veículos eléctricos e electrificados (híbridos e híbridos plug-in) ajudaram (subiram de 5,3% para 7,1%), mas não o suficiente.

Na Europa a 27, apenas oito países viram as vendas aumentar, mas nenhum deles era um grande mercado. Esses, viram as compras caírem 0,6% na Alemanha, 2,8% em França, 3,5% no Reino Unido, 9,2% em Itália e 2,8% em Espanha, isto enquanto Portugal caiu 9,6% em Março e 5,2% no acumulado do primeiro trimestre.

A marca que continua a dominar o Velho Continente é a Volkswagen, com 184.470 unidades em Março, apesar de cair 3%, ligeiramente menos do que o mercado (3,6%), com margem folgada à frente da Renault (120.664 veículos e menos 5%) e da Ford (115.975), apesar do construtor americano ter dado um tombo mais acentuado (15%). A Opel/Vauxhall transaccionou 106.642 unidades (-3%), o que a colocou à frente das 103.723 da Peugeot (-3%).

A segunda divisão do mercado europeu continua a ser dominada pelas marcas de luxo, com a Mercedes à frente (97.111 e -4%), seguida pela BMW (92.228 e -4%) e Audi (91.368 e +3%), sendo este o único construtor que vê subir a quantidade de veículos transaccionados.

A Toyota surge a seguir, é 9ª do ranking, à frente da Skoda, Fiat, Citroën e Dacia. Entre as marcas que mais crescem está a Tesla (+276% e, pela primeira vez, entre as 25 maiores europeias), Dacia (+27%) e a Mitsubishi (16%), enquanto os construtores cujas vendas recuam de forma mais evidente estão a Nissan (-29%) e a Honda (-19%).

Os condutores europeus continuam fiéis aos modelos que, tradicionalmente, são os mais vendidos, com o Volkswagen Golf a ser o mais popular (46.364 unidades, mas -14% devido à nova geração que se aproxima), à frente do Renault Clio (39.744), que apesar de já ter substituto anunciado e revelado, ainda vê as vendas subirem 7%. Segue-se o Polo, o Corsa e o Fiesta, com o Focus a assumir a 6ª posição e o segundo posto entre os compactos.

Entre os SUV, o Qashqai é o mais vendido (29.365 e -16%), seguido do Captur (27.675 e +4%), Tiguan (23.668 e -6%), Duster (cujas vendas dispararam, com 23.609 e +44%), T-Roc (um sucesso ainda superior, com 23.423 e +74%), 3008 (20.951 e +2%) e 2008 (18.682 e -8%).

No conjunto, os modelos que vêem as suas vendas aumentar de forma mais significativa são o Model 3, T-Roc e Duster, enquanto os que acusam uma queda mais evidente da procura são o Fiesta e o X-Trail.