Governo

Governo cauteloso em relação ao acordo entre camionistas e transportadoras

José Vieira da Silva afirmou que o governo está habituado a só contar com uma solução dos problemas quando eles estão resolvidos.

O sindicato dos motoristas de matérias perigosas anunciaram, esta quarta-feira, uma greve prevista para dia 23 de maio

TIAGO PETINGA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, mostrou-se cauteloso esta sexta-feira sobre o acordo de princípio entre a ANTRAM e o Sindicato dos motoristas para evitar nova greve, mas admitiu uma expectativa positiva.

“Estamos habituados a ter sempre muito cuidado neste tipo de conflitos e apenas contar com uma solução dos problemas quando eles estiverem definitivamente resolvidos”, afirmou José Vieira da Silva, aludindo ao acordo de princípio entre a ANTRAM e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias perigosas (SNMMP).

O acordo resultou da mediação levada a cabo pelo Ministério das Infraestruturas e da Habitação, a ANTRAM e o SNMMP, mas, ainda assim, o sindicato disse à agência Lusa que o pré-aviso de greve se mantém até que o documento seja aceite e assinado.

Em Alcoentre, onde participou nas comemorações do 3.º aniversário do Centro Protocolar de Formação Profissional para o Setor da Justiça (CPJ), o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social manteve também uma postura cautelosa.

“Creio que os acordos que foram alcançados são acordos que necessitam ainda de aprofundamento”, afirmou, acrescentando que o Governo está “obviamente a acompanhar com expectativa positiva, mas também com muita atenção o desenvolvimento dessa situação”.

Na quinta-feira, o presidente do SNMMP disse ter entregado o pré-aviso de greve, prevista começar em 23 de maio e por tempo indeterminado.

Já na quarta-feira, o sindicato tinha anunciado esta intenção, depois de considerar que a ANTRAM violou “os princípios da boa-fé negocial”, acrescentando que a estrutura sindical não iria conceder mais tempo aos patrões.

O anúncio da nova greve surgiu um dia depois de a ANTRAM ter revelado que a associação patronal e o sindicato tinham acordado um pacto de paz social pelo prazo de 30 dias.

O caderno reivindicativo dos motoristas inclui, além de uma remuneração base de 1.200 euros, um subsídio de 240 euros e a redução da idade de reforma.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Podemos falar de coisas sérias?

Salvador Furtado
270

Outubro já não está assim tão distante, e o governo sabe isso. Mas o assunto da maior carga fiscal de sempre? E o da corrupção? E o de sermos um dos países com um dos piores crescimentos da zona euro?

Política

A direita em crise?

Luiz Cabral de Moncada

A perda de terreno eleitoral pela direita só significa que a esquerda assimilou o que aquela de melhor tem, o liberalismo económico e social. Está em crise? Não, já ganhou no terreno das ideias.

Política

Eleições à vista

José Couceiro da Costa

Hoje, com a velocidade da informação, o que releva são as causas, tão voláteis como as opiniões da sociedade civil. O modus operandi da política do séc. XX está morto. A ordem natural está invertida.

Jovens

É desta que fazemos valer a nossa geração?

Teresa Cunha Pinto

Esta geração vive com a barriga cheia de uma grande ilusão. De que é a geração mais informada, mais qualificada, mais viajada. É pura ilusão porque em nada se concretiza e materializa. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)