Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O construtor do Cavalino Rampante acaba de revelar o seu mais recente desportivo e não se trata de um modelo qualquer. Para começar, é o mais potente, o mais rápido e até o mais sofisticado entre os todos os Ferrari de estrada até aqui fabricados, um modelo que encheria de orgulho o próprio Enzo, o fundador da marca.

Além de todos os pergaminhos que se podem colar à mais recente criação do fabricante de Maranello, um dos mais importantes, curiosamente, nem tem a ver com a nobreza da mecânica ou a eficácia do chassi. Tudo porque o novo SF90 Stradale, assim se chama o novo “brinquedo” italiano, visa homenagear o 90º aniversário da Scuderia Ferrari.

Como é o SF90 Stradale?

O novo desportivo da Ferrari coloca-se como substituto do LaFerrari, que surgiu em 2013, com 4,71 metros de comprimento (mais 1 cm do que o LaFerrari, mas mais 10 cm do que o 488 Pista), mas a tradicional distância entre eixos dos modelos de dois lugares e motor central traseiro do Cavallino Rampante, com 2,65 metros a separar o eixo da frente do posterior. Se de fita métrica em punho as diferenças não são grandes, já o mesmo não acontece em matéria de estilo, com o SF90 Stradale a recorrer às tecnologias de LED mais recentes para montar faróis mais rasgados à frente, enquanto na retaguarda surgem, em vez de dois farolins redondos colocados bem no extremo da carroçaria, quatro mais pequenos e “quase” quadrados.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.