O Dieselgate foi um erro. Não tão grave como o da Takata, cujos airbags defeituosos mataram e estropiaram inúmeros condutores. Mas a manipulação dos motores diesel, ao envolver o maior grupo fabricante europeu e mundial, assumiu uma escala global.

Os erros foram reparados, pelo menos a maioria e, para ajudar a que nenhuma outra marca se sentisse tentada a repetir a “graça”, foi aplicada uma exemplar multa de 30 mil milhões de euros.

Enquanto se aguarda que os responsáveis do grupo alemão sejam presos, a Volkswagen seguiu em frente, materializando a maior aposta nos veículos eléctricos entre todos os fabricantes de automóveis.

13 fotos

Para tentar colocar uma pedra sobre o assunto, a Volkswagen produziu um vídeo para assinalar a transição. A estrela é o sucessor do mítico Pão de Forma, nas imagens ainda como o ID. Buzz Concept. O furgão, que irá ter versão de carga, bem como de passageiros, é construído sobre a mesma plataforma do ID.3, mas com maior distância entre eixos, para assim poder alojar um pack de baterias de maiores dimensões.

O ID. Buzz será apenas um dos 70 veículos eléctricos que o grupo vai lançar em termos globais até 2028, fruto de um investimento de 50 mil milhões de euros. Com a versão moderna do Pão de Forma, que usufruirá de tracção integral, a surgir no mercado logo em 2021.