Se alguém tem dúvidas acerca da falta de conhecimento generalizado sobre as especificidades dos veículos eléctricos, este vídeo ilustra essa realidade. Mas por muito “distraídos” que sejam alguns condutores, não é fácil perceber como é possível confundir um equipamento concebido para encher os pneus com ar, com outro destinado a “encher” as baterias com energia eléctrica.

Um filme registado pelo circuito interno de segurança num posto de abastecimento em Inglaterra, nos arredores de Leeds, começa por mostrar um SUV da Volkswagen a estacionar num espaço reservado para veículos eléctricos que pretendam recarregar a bateria. Para que não houvesse dúvidas quanto à finalidade do espaço, os operadores do posto de carga deram-se ao trabalho de pintar no asfalto um enorme símbolo branco em fundo azul, possivelmente reforçado com sinais verticais em frente a cada um dos lugares de estacionamento destinados a recarregar os acumuladores. Mas se (mesmo) tudo isto não conseguisse chamar a atenção dos condutores, havia ainda o imenso posto de carga, um equipamento cujo aspecto não passa por uma máquina de encher pneus, nem como uma grande dose de boa vontade.

O Volkswagen estacionou em frente ao posto de carga e dele saíram duas mulheres. Enquanto uma se atirou aos pneus, retirando as tampas que protegem a válvula, a outra dirigiu-se ao carregador, que aparentava ter pelo menos três cabos, com outros tantos tipos de fichas. Depois de conferenciar sobre qual a “enorme” ficha que melhor se adaptaria à “minúscula” válvula do pneu, o que obviamente era uma impossibilidade, as senhoras começam por encher o pneu – ou a ideia seria recarregá-lo? – com um cabo CCS Combo. Depois desta primeira tentativa se revelar um insucesso, previa-se que a condutora e a amiga se apercebessem que algo estava mal. Mas não, porque de seguida empreenderam nova tentativa com o que parece ser uma das ligações utilizadas pela Tesla, operação que também se revelou infrutífera. E só não tentaram com o terceiro cabo porque não o conseguiram retirar do carregador.