Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um despiste de um ligeiro de passageiros na Estrada Nacional 120, em Vale Juncal, freguesia de São Teotónio, Odemira, fez esta noite quatro mortos. A notícia foi avançada pelo Correio da Manhã e Notícias ao Minuto, e confirmada entretanto pelo Observador junto do CDOS de Beja.

O alerta foi dado pelas 21h13 e para o local foram encaminhados oito veículos e 23 operacionais dos Bombeiros de Odemira, de Aljezur, do INEM e da Guarda Nacional Republicana e VMER de Portimão.

Três das quatro vítimas mortais do despiste são de nacionalidade indiana, não se conhecendo para já a nacionalidade e idade da quarta vítima, porque não foi encontrado nenhum documento de identificação, disse à Lusa fonte dos bombeiros. “Dos quatro mortos, três são de nacionalidade indiana. Tudo indica que a quarta vítima mortal também seja da mesma nacionalidade, mas não tinha identificação e por isso ainda não foi possível confirmar”, disse à Lusa Luís Oliveira, comandante dos bombeiros de Odemira. O concelho de Odemira tem recebido cada vez mais imigrantes que trabalham na agricultura local.

Segundo a mesma fonte, os mortos são todos homens, com idades entre os 20 e os 40 anos, com a viatura onde seguiam a despistar-se e embater numa árvore, com as vítimas a ficarem encarceradas na viatura durante cerca de duas horas. Os corpos vão ser transportados para a Medicina Legal do Hospital de Beja.

O acidente envolveu apenas um carro, onde seguiam as quatro vítimas, que se terá despistado e caído numa vala. Não houve sobreviventes e os óbitos foram imediatamente declarados no local. As vítimas serão agora transportadas para o Comando de Medicina Legal e a GNR vai abrir uma investigação para apurar as causas do despiste.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR