Rádio Observador

Justiça

Violador que torturou namorada é considerado inimputável e vai ficar três anos em hospital-prisão

O agressor sequestrou e torturou a namorada durante dois dias. A vítima ficou vários meses internada. O violador vai cumprir pena no internamento psiquiátrico.

O acórdão foi lido esta terça-feira no Campus da Justiça

Pedro Nunes/LUSA

Filipe Bernardo Pereira torturou e violou a namorada durante dois dias. Esta terça-feira, um coletivo de juízes do Campus de Justiça, em Lisboa, considerou-o inimputável, noticiou o Correio da Manhã. Vai ficar três anos no internamento psiquiátrico de um hospital-prisão, renovável mediante parecer médico.

Em fevereiro de 2018, o universitário agora com 27 anos, sequestrou a namorada de há sete anos em casa e violou-a até ela perder a consciência. Durante dois dias, a jovem, então com 23 anos, foi torturada até ser salva pela PSP. Tinha os dois maxilares partidos, o esófago perfurado e ficou internada vários meses.

O agressor aguardou pela leitura do acórdão em prisão preventiva. Estava acusado de oito crimes de sequestro, violação, homicídio qualificado na forma tentada e posse de arma ilegal. As motivações que apresentou para o crime foi a acusação de que a namorada pertencia a uma seita religiosa, que o andava a trair com o irmão e que estaria grávida deste.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: vnovais@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)